Bule Voador

Evolução e criacionismo no Brasil

O artigo intitulado “O Conflito Criacionista e Evolucionista no Brasil”, publicado na edição número 126 da revista Scientific American Brasil (novembro 2012), abre com a pergunta: “o avanço obtido pelo conhecimento científico é capaz de modificar as concepções de origem e evolução da vida na sociedade?” São os próprios autores que apontam o caminho para a resposta ao apresentarem pesquisas que indicam que a aceitação ou rejeição das teorias para a origem do Universo, da vida e da evolução biológica estão relacionadas com o grau de instrução dos pais, renda familiar, orientação religiosa e compreensão da metodologia científica.

O detalhe do artigo que merece destaque é que, segundo os pesquisadores, 55% dos estudantes universitários brasileiros afirmam aceitar a evolução biológica e que isso não os obriga a descartar a crença na existência de Deus. Considerando que em outra pesquisa do Ibope, citada pelos autores, 54% dos brasileiros acreditam que o ser humano surgiu há milhões de anos, mas por um processo dirigido por Deus, temos um panorama interessante para o conflito Criacionismo e Evolucionismo no Brasil: para boa parte dos brasileiros a questão não é se o homem surgiu há 6.000 ou há 2 milhões de anos, nem mesmo se já surgiu totalmente formado ou se foi o resultado de uma evolução biológica, mas onde Deus entra nesse processo. Na sua maioria, mesmo entre os de maior instrução, os brasileiros consideram aceitável a possibilidade do ser humano ser fruto de evolução, desde que Deus de alguma forma atue no processo. Em outras palavras, mesmo mantendo-se religioso, conforme melhora seu grau de instrução o brasileiro tende a aceitar evolução biológica como o meio pelo qual o homem se formou, a partir de primatas ancestrais.

Para o brasileiro, o que mais importa não é como, mas quem.

Marco Paulo Bernardino
Visite meu blog em Blogardino: WordPress ou Blogspot

[1] Os autores são Rogério F. de Souza, Sílvia Ponzoni, Cássia Thaïs B. V. Zaia e Dimas A. M. Zaia.

Marco Bernardino
Professor de Química e Física, tem estudos em patrística, teologia e doutrina católicas. Atualmente é licenciando em Ciências Sociais.
  • AntonioOrlando

    Quando eu acordo de manhã, querendo ou não, tenho tarefas que são orientadas pela necessidade que meu corpo tem de ser energizado, isto é, depois de algumas horas sem comer preciso comer. Posso até escolher não me alimentar, no entanto, terei problemas se não o fizer. Há outras coisas, entretanto, que posso escolher: Que tipo de faculdade/graduação eu farei, onde morar, que roupa vestir etc. Ou seja, o ser humano é um ser que faz escolhas. De todas as espécies talvez seja o único com essa “liberdade”. Ou melhor, para o ser humano viver é mais complexo, e sobretudo, extrapola o simples desejo por sobrevivência… a todo o custo. Há valores morais e éticos que são parte indissociáveis da existência. Não raro esse posicionamento em relação ao viver gera conflitos e dúvidas existenciais. Os teóricos da teoria da evolução, hoje em dia, na impossibilidade de responder a essas questões, fizeram o mais simples, e conveniente, isto é, decretaram que o ser humano “não tem livre arbítrio”.

    Ao negar o fato de que a existência do ser humano, e a vida, grosso modo, é teleológica a te cria, para si, um beco sem saída – sobreviver para quê? Nascer/viver para quê/ Em outras palavras, por que existe alguma coisa ao invés de não existir nada?

    Enfim, a te tem falhas conceituais graves. Por mais que digam o contrário, saber como se originou, efetivamente, a vida no planeta determinaria como, e por quê, a vida “evoluiu” no planeta. Nos moldes atuais a te é apenas uma forma mais sofisticada de classificação das espécies existentes, no entanto, com efeito, a te, não tem autoridade para afirmar nada sua (da vida) gênese no planeta.

    Abs.

    • Olá, Antonio

      Você pergunta por que a evolução não “programou” o ser humano a evitar questionamentos e desvios do foco principal, que seria sobreviver. Mas é o contrário. O ser humano, assim como os outros animais, foi sim “programado” a evitar questionamentos, tendendo a tomar decisões rápidas fundamentadas mais em intuição e emoção que em raciocínio e lógica. Num ambiente hostil, como uma floresta cheia de predadores, essa é a melhor forma de sobreviver. O ser humano tem uma tendência inata de acreditar baseado em emoções, muitas vezes contra a lógica e a razão. Foi assim que se desenvolveu a superstição e as religiões.

      Mas conforme passamos a construir cidades e ambientes seguros para nós, a razão e a lógica passou a ser mais útil, pois passamos a ter mais tempo e segurança para tomarmos decisões demoradas. Foi assim que se desenvolveu a filosofia e, depois, a ciência (e foi assim, é claro, que religiões ficaram mais sofisticadas e se institucionalizaram). A tendência natural do ser humano é acreditar sem refletir, mas a vida na cidade permitiu que o humano, com seu esforço, desenvolvesse o raciocínio. Acreditar é fácil. Difícil é pensar de forma científica.

      Mas mesmo essa nova realidade, a do ser humano urbano que desenvolve filosofia e ciência, também é parte da evolução. E faz todo o sentido: para que a vida possa atingir novos níveis de sucesso e se espalhar para outros planetas precisa desenvolver um ser capaz de fazer ciência e criar tecnologias.Não estou falando que há um “plano” ou que a evolução tem uma “vontade”, nem mesmo que a evolução tenha uma “direção”, mas que a tendência da vida de se espalhar tomando todos os locais disponíveis naturalmente leva a isso.

      Quanto ao que você falou no final, que não seria permitido questionar a teoria da evolução, não é verdade. A ciência é construída pelas refutações e críticas, não pelos consensos. De cada confronto de ideias a ciência sempre sai mais fortalecida. A cada desafio apresentado por um crítico, a ciência se aprofunda cada vez mais em seu conhecimento. E quando descobre que estava errada em alguma coisa, rapidamente descarta o erro e abraça o novo conhecimento. Você não só pode, como deve questionar a evolução. Precisamos de bons críticos da evolução. Mas faça isso com argumentos científicos e boas provas. É assim que se faz ciência.

      Abraço.

      • AntonioOrlando

        Marco Bernardino

        A seus dois primeiros parágrafos eu responderia que, sobretudo, o ser humano tem por hábito raciocinar e questionar. E se, por ventura acredita em deuses, o faz de múltiplas maneiras. Ademais, a crença em algum ser superior é tão digna, e racional, quanto acreditar em bactérias com “vontade, inteligência e sentimentos próprios”. Não raro, os dois nascem de uma escolha feita pelo homem.

        Com efeito, o ser humano, que desenvolve ciência e filosofia, é bem mais antigo do que a urbanidade. É só voltar lá aos antigos pensadores orientais e egípcios e, depois, aos antigos gregos – origem da organização do pensamento ocidental – pensadores dos quais, apesar de Kant, ainda, não nos “libertamos” e , cá e lá, revisitamos. Sem esquecermos da Idade Média e seus fundamentos para edificação do Moderno ao qual chegamos cruzando a ponte do Renascentismo. Não teríamos chegado, é fato, a isso sem a contribuição dos pensadores Escolásticos, pensadores cristão e afins.

        O que eu questionei foi o fato de que a te não explica a existência do ser humano – em toda a sua complexidade e diversidade – e isso é muito mais uma critica conceitual do que cientifica. Pois, a te, deixa de ser ciência, quando impõe uma visão de mundo sem embasar, na ciência, essa afirmação. Desse modo, a te, torna-se um credo ideológico tanto quanto qualquer religião.

        Abs

        • Caruê Gama Cabral

          Por que o ser humano inventou a religiao ? Basta olhar para o experimento da superstição do pombo. Determinar padrões é fundamental a sobrevivencia, evolutivamente é preferível ver um padrão falso e gastar energia inutilmente do que não ver o padrão e morrer. Depois de milênios de civilização inventamos a melhor ferramenta para determinar um padrão como verdadeiro ou falso. A ciência com três seculos mudou o mundo de forma mais intensa do que os três milênios anteriores. O mesmo método o mesmo rigor que permitiu duplicar a expectativa de vida, visitar a lua, erradicar doenças nos aponta para uma origem comum da vida e a evolução tao óbvia quanto o hélio centrismo teima em ser aceita por uma questão de ego teológico.

          • Muito bem colocado, Caruê.

            Abraço.

          • AntonioOrlando

            Caruê
            Há coisas básicas que você ignora. Até meados década de 1960 não se falava em “epidemia” de obesidade, em especial, em crianças e adolescentes, e o motivo é simples: havia menos coisas para distrair e, não raro, abstrair as crianças e adolescentes da realidade à sua volta. Por conta disso, elas corriam mais e interagiam mais entre si e o resultado: eram mais magras. O mesmo ocorria com seus pais que, mais magros e, em muitos aspectos, eram mais saudáveis que hoje em dia. Enfim, a duplicação da expectativa de vida tem pouco a ver com a ciência. E provo isso. Há comunidades, no presente, ainda primitivas, e, não obstante, afastadas de toda a urbanidade (civilização?) digital/internet e afins que, com hábitos de conduta e alimentação milenares, vivem em média 90 anos – sendo que alguns quebram a barreira dos cem anos – isso vivendo ainda como seus avós. Logo, é uma falácia dizer que tecnologia, per se, fez, ou faz, as pessoas viverem mais.
            Abs

          • Caruê Gama Cabral

            A vacinação, os antibióticos, as noções de higiene, o saneamento básico… Isso foi o principal. Agrupamentos humanos densamente povoados favorecem o surgimento de doenças graves que eram rotineira e chegavam a dizimar populações inteiras. Sem a vacina teríamos uma peste negra a cada 50 anos. Sem fertilizante e meios modernos de transportes epidemias de fome frequentes a cada parto a mulher jogaria uma roleta russa com 10% de chance de morrer. Nada de muito avançado apenas o feijão com arroz, algo ate barato de fazer tanto é que o Brasil conseguiu fazer.

          • AntonioOrlando

            Caruê

            A humanidade, não necessariamente, melhora ou piora, a humanidade, não raro muda.

            Em função de não ter o estilo de vida que tem hoje, mais estresse e mais trabalho, a mulher, em especial, vivia mais do que o homem – hoje em dia, morre na mesma faixa etária e com as mesmas doenças, via de regra infarto. Ou seja, em muitos aspectos, a mulher pagou um preço caro pela sua emancipação. Ademais, quem educa as crianças, hoje em dia, são as “tias” na creche. Isto é a qualidade de tempo com os filhos piorou – pouco se vê e pouco se fala/conversa. Quanto aos fertilizantes, sabe-se, hoje em dia, que eles causam doenças tão graves. Por conta disso, temos movimentos como “slow food” e o recente neo apreço por alimentos orgânicos.

            Isso sem falar na insipidez da tecnologia digital (celulares, computadores e afins) que, com efeito, cria uma barreira de comunicação entre as pessoas com seu culto pelo supérfluo: Facebook, Twitter etc. Não precisamos de tudo isso, ou melhor, temos que aprender a usar tudo isso com sabedoria e com foco e não em absoluto, como algo (possuir o o celular ou computador mais hig end disponível) que de sentido à vida de uma pessoa.

            Abs.

          • Olá Antônio

            Você está profundamente equivocado quando diz que a “duplicação da expectativa de vida tem pouco a ver com a ciência”. O significativo aumento da expectativa de vida nos dias de hoje tem tudo a ver com a medicina moderna e com as ciências sociais e de saúde que serviram de fundamento para políticas públicas de saúde, saneamento e urbanismo.

          • AntonioOrlando

            Marco Bernardino

            A melhoria de expectativa, de vida tem muito a ver com fatos que passam longe da ciência. Sobretudo, tem mais a ver com humanidades. No Brasil, em especial, a CLT fez mais para isso do que as ciências sociais de saúde, por exemplo. Na Europa, depois que as pessoas pararam de trabalhar mais de 16 horas por dia, não raro, em condições insalubres, igualmente.

            Enfim, como você explica que comunidades “primitivas” onde se faz, pelos cânones de saúde contemporâneos, quase tudo “errado”, mas de forma natural, as pessoas vivam mais de 90 anos? Na média. Meus pais, que eram pobres e não tinham o hábito, frequente hoje, de ir ao médico por qualquer coisa – aqui e ali resolviam tudo com chás e boa alimentação – viveram mais do que a média brasileira? Morreram em 1978, ambos com 72, e de câncer doença que, ainda, mata. E muito. Não nego, no entanto, os avanços conseguidos na prevenção de doenças,e outros, contudo, são superestimados. É só dar um passeio por aldeias, pobres, e à margem do progresso e ciência, na Europa, onde os idosos vivem imenso.

            No Brasil, atualmente, as cidades – como São Paulo – são pouco indicadas para humanos, ou seja, a poluição, o tráfego,as distâncias percorridas, morar em torres exíguas de 40 andares e sem área verde – além do estresse – são ainda contabilizadas como “progresso” e “qualidade de vida”.

            Abs.

        • Olá, Antonio

          Achei interessante sua analogia entre a crença em seres superiores e bactérias com vontade, inteligência e sentimentos próprios. Não vejo fundamento racional em nenhuma das duas.

          Por sua resposta fiquei com a impressão de que você considera como urbanas somente as civilizações mais recentes. Ou que me interpretou mal, achando que eu disse isso. Vou explicar melhor: as cidades (ou aldeias, melhor dizendo) surgiram como consequência da sedenterização dos grupos humanos, que coincide com o domínio da agricultura. As primeiras datam da idade neolítica, há 10.000 anos. É claro que o homem já tinha cultura, linguagem e já se preocupava em entender o mundo muito antes disso, mas foi nessa época que pôde se dedicar às tarefas do raciocínio com mais tempo. Claro que o pensamento escolástico da idade média é parte dessa história.

          A “te” (como você gosta de chamar a Teoria da Evolução Biológica) não se impõe a ninguém. Como já disse, está aberta a críticas. O problema é que seus críticos raramente conseguem apresentar mais que “críticas conceituais”. Ao contrário do que criacionistas insistem em afirmar, a “te” é sim uma teoria científica muito bem fundamentada, cheia de provas. Mas nenhuma teoria é definitiva: é só apresentarem outra teoria que funcione melhor e que tenha boas provas que a fundamente, que te garanto que a maioria dos cientistas largará a evolução e abraçará a nova teoria. E seu formulador ganhará o prêmio Nobel, com muita justiça.

          Abraço.

          • AntonioOrlando

            Marco Bernardino
            Eu só pedi para você explicar o protagonismo, em muitos aspectos incontestáveis, do ser humano na dinâmica, e trama, da te. Ou melhor, a te não explica a existência do ser humano como ele é. Ciência ou conceito…
            Enfim, a te está mais para uma seita cientifica,,, que ao invés de explicar, cria enredos confusos que ninguém nunca poderá, com efeito, aferir. E assim fica o dito pelo não dito….
            Abs.

          • Olá, Antonio.

            Não peça para eu explicar o que você não quer entender. A teoria da evolução explica sim “a existência do ser humano como ele é”. É uma teoria científica muito bem fundamentada. Mas não há nada que eu possa dizer aqui que te convencerá.
            Abraço.

  • Cícero

    A evolusuperstição é uma religião e não ciência, como seus próprios adeptos admitem:

    “At the time I rather pooh-poohed what Mr. Gish said, but I found myself thinking about his words on the flight back home. And I have been thinking about them ever since. Indeed, they have guided much of my research for the past twenty years.Heretical though it may be to say this – and many of my scientist friends would be only too happy to chain me to the stake and to light the faggots piled around – I now think the Creationists like Mr. Gish are absolutely right in their complaint. Evolution is promoted by its practitioners as more than mere science. Evolution is promulgated as an ideology, a secular religion — a full-fledged alternative to Christianity, with meaning and morality. I am an ardent evolutionist and an ex-Christian, but I must admit that in this one complaint – and Mr. Gish is but one of many to make it – the literalists are absolutely right. Evolution is a religion. This was true of evolution in the beginning, and it is true of evolution still today.”
    (RUSE, Michael “How Evolution Became a Religion: Darwinians Wrongly Mix Science With Morality, Politics.” National Post Saturday, May 13, 2000).
    Michael Ruse, an evolutionist philosopher of science who previously defended evolution as science has now stated that evolution is actually religious in nature.

    “A evolução pode ser considerada como uma espécie de religião mágica. A magia é simplesmente um efeito sem causa, ou pelo menos sem causa competente. “acaso”, “tempo”, e “natureza” são os pequenos deuses mantidos nos templos evolucionistas.”
    Randy L. Wysong – Instrutor de fisiologia e anatomia.

    “Não existem explicações darwinianas detalhadas para a evolução de qualquer sistema bioquímico ou celular fundamental, somente uma variedade de especulações do que se deseja fosse realidade. É extraordinário que o darwinismo seja aceito como uma explicação satisfatória de um assunto tão vasto.”
    James Shapiro – Biólogo Molecular – EUA

    • Caruê Gama Cabral

      Muita arrogância para algo que não vai além da falacia do apelo a ignorância.

      Ex: Não sei como o flagelo surgiu logo foi Deus… Os gregos faziam o mesmo: Não sei como surgem os raios logo foi Zeus.

      A complexidade irredutível é o único pilar podre do criacionismo, este argumento criacionista foi esmagado no Julgamento de Dover. Alias no julgamento foi encontrado o elo perdido entre criacionismo Bíblico e Desing inteligente: https://www.youtube.com/watch?v=p_YZpa5M-DY

      • Cícero

        Sua interpretação.
        Aquele julgamento foi altamente tendencioso, Behe confessou em entrevista:”eu não acho que o veredicto juiz Jones foi objetivo e imparcial. Na verdade, eu não acho que o juiz entendeu nenhum dos argumentos acadêmicos que foram apresentados em seu tribunal, seja ciência, filosofia ou teologia, ou mesmo apresentado pelos autores ou réus.” http://www.salem-news.com/articles/may172010/thinking-isolation-kz.php

        Até hoje pouquíssimos biólogos entendem o intricado e complexo mecanismo do flagelo bacteriano, com partes e microcomponentes interdependentes que não permitiriam terem aleatoriamente surgido peça por peça sob pena de jamais existir tal estrutura espetacular!
        É uma prova da formidável obra de engenharia Divina!

        Nem os maiores cientistas, universidades, departamentos e institutos de biologia do mundo conseguiram refutar claramente a tese de Behe.
        O flagelo, uma máquina rotora micromolecular, funcionando como um motor de popa na bactéria para impulsioná-lo através do meio líquido para encontrar alimento. Nesse sentido, os flagelos têm um design básico que é altamente semelhante a alguns motores feitos pelos seres humanos contendo muitas partes que são familiares para os engenheiros, inclusive um rotor, um estator, uma junta universal, uma hélice, um freio e uma embreagem. Como um biólogo molecular escreveu na Cell:
        “mais do que outros motores, o flagelo parece com uma máquina intencionalmente planejada por um ser humano.”

        Contudo, a eficiência energética dessas máquinas suplanta qualquer coisa produzida pelos seres humanos: o mesmo artigo concluiu que a eficiência do flagelo bacteriano “poderia ser de 100%.”.

        O Dr. Stephen Meyer, diretor do Center for Science & Culture diz:
        “Na verdade, o caso de Behe fica mais forte com cada tentativa sucessiva de testá-lo por meio de refutação experimental.”

        Jerry Coyne, biólogo evolucionista da Universidade de Chicago, afirmou:
        “Não há dúvida de que os processos descritos por Behe são impressionantemente complexos, e a sua evolução vai ser difícil de se desvendar… Nós podemos ser para sempre incapazes de imaginar os primeiros protoprocessos.”

        • Caruê Gama Cabral

          Claro que ele vai questionar o julgamento afinal perdeu o caso. No entanto é inegável que foi encontrado o elo com o criacionismo e isso já bastaria para proibir o ensino de teologia em aula de biologia. Existem vários exemplos de flagelos com partes a menos com outras funções que funciona muito bem. O próprio documentário já responde a questão do flagelo.

          • Cícero

            A diversidade de flagelos com partes executando outras funções corrobora mais ainda o argumento de Behe. Apenas uma Causa inteligente produz os tipos de efeitos em harmonia de várias partes interdependentes específicas ao mesmo tempo como vemos nas estruturas dos seres vivos na natureza.

          • Caruê Gama Cabral

            Existem inúmeros flagelos mais simples que indicam que tirando uma parte ou outra o órgão muda de função. Oque refuta completamente o argumento de Behe.

          • Cícero

            Cada tipo de flagelo tem partes com funções específicas, reforçando o argumento de Behe.

            O bacteriano, é na verdade um belo design a imitar!
            Segundo o Instituto Americano de Física: Os projetos estruturais e os mecanismos funcionais revelados na maquinaria complexa do flagelo bacteriano poderiam fornecer novas tecnologias que viriam a se tornar uma base para a futura nanotecnologia, do qual deveremos ser capazes de encontrar muitas aplicações úteis.

          • Caruê Gama Cabral

            Não, esta simplesmente errado. Você tira duas ou três partes e tem um órgão perfeitamente funcional para outra função.

            Novas tecnologias na área da engenharia estão sendo produzidas a trinta anos. Eles também podem ser aplicadas a computação gerando um jogador de xadrez superior a qualquer humano. Existe uma infinidade de aplicações. http://www.publico.pt/multimedia/video/a-teoria-da-evolucao-e-aplicada-na-engenharia-634566094585156250

          • Cícero

            Prove cientificamente que tal órgão cria outra função.
            Engenharias assim como sistemas de computação tem a ver com Projetos, desenhos e não transformismos mágicos aleatórios.

          • Caruê Gama Cabral

            Não era você que estava a falar da criação de tudo por magica??

            O documentário já respondeu essa questão, eu já respondi esta questão no comentário anterior.

            Na Bíblia tem um burro falante, caso você seja um essa seria uma boa evidencia da verdade da Bíblia.

          • Cícero

            Vídeos de fundamentalistas não são prova. Quero publicações científicas revisadas por pares provando seu delírio… boa sorte!

            E mostre-me hoje, onde há mulas/burros falantes?

          • Caruê Gama Cabral

            (Então o Senhor abriu a boca da jumenta, a qual disse a Balaão: Que te fiz eu, que me espancaste estas três vezes?
            E Balaão disse à jumenta: Por que zombaste de mim; quem dera tivesse eu uma espada na mão, porque agora te mataria.
            E a jumenta disse a Balaão: Porventura não sou a tua jumenta, em que cavalgaste desde o tempo em que me tornei tua até hoje? Acaso tem sido o meu costume fazer assim contigo? E ele respondeu: Não.
            Números 22:28-30)

            Eu sei que a unica razão para você ser criacionista é porque é cristão e sendo cristão quer acreditar no relato de gênesis para isso seleciona cientistas cristãos patrocinados por entidades cristãs que tentam dar um caráter cientifico a Bíblia. A famosa estrategia da cunha. Por uma questão de estrategia você vai negar que o Desing inteligente não tem motivação religiosa quando na realidade foi apenas uma tentativa de golpe para poder ensinar religião nas aulas de ciência nos EUA.

          • Cícero

            REPITO: onde vemos HOJE; mulas, burros, cobras falantes?

            A natureza deixa rastros evidentes de DI como fato:

            -A complexidade especificada e a complexidade irredutível são indicadores ou marcas seguras de design nos sistemas biológicos e empregam subsistemas de complexidade irredutível interdependentes.

            -Os mecanismos naturalistas ou causas não-dirigidas não-ordenadas não-inteligentes e randômicas não são suficientes para explicar a origem da complexidade especificada ou da complexidade irredutível.

            -Várias estruturas irredutivelmente complexas são compostas de elementos harmônicos e interativos nos seres que contribuem para o funcionamento do todo, de forma que a remoção de qualquer das partes faz com que ele cesse de funcionar.

            Meu caro, a verdade é q não temos qualquer evidência de q os sistemas de informação presentes nas formas de vida se criaram e escreveram a eles mesmos, q a vida criou-se a ela mesma, q uma forma de vida 100% aquática passou a ser 100% terrestre, q dinossauros passaram a ser colibris! q animais terrestres viraram baleias, q a reprodução sexual criou-se a si mesma em duas formas de vida semelhantes e passaram logo a reproduzir e gerar descendência, que chimpazés “desceram das árvores” e passaram a ser evolucionistas, e tudo o mais q faz parte da filosofia mitológica chamada TE.

            Vcs tem a vossa fé e direito de ACREDITAR nisso. Só não chamem essas fantasias de “ciência” porque isso não é.

            O biólogo molecular Jonathan Wells diz:
            “O problema mais fundamental da teoria da evolução, a origem das espécies, permanece por ser resolvido. Apesar de séculos de reprodução artificial, e décadas de experiências em laboratório, nunca ninguém chegou a observar a especiação (a evolução duma espécie para outra) através da variação e da seleção. O que Darwin afirmou que era verdade para todas as espécies nunca foi observado em espécie alguma.”

          • Caruê Gama Cabral

            Já foi observada especiação:

            ´´Drosophilas são estudadas á muito tempo como vimos acima. Um dos estudos mais importantes resultou da divisão das drosophilas em 8 populações, dando origem a uma espécie nova, a Drosophila psudoobscura. O primeiro estudo foi feito em 1983, e os cientistas analisaram o locus Amy, responsável pela produção da amilase. A criação de novas espécies em laboratório que melhor foi documentada, ocorreu no final da década de 80 por William Rice e G.W. Salt. Eles criaram um mosca-de-fruta Drosophila melanogaster, usando um labirinto com três escolhas diferentes, tais como escuro/claro e seco/molhado. Cada geração era colocada no labirinto, e o grupo de moscas que saía em duas das oito possíveis saídas era separado e colocado para reproduzir com membros do seu próprio grupo. Após trinta e cinco gerações, os dois grupos e os seus descendentes não conseguiam procriam entre eles mesmos quando essa era a única oportunidade de se reproduzir.“

            Perdeu…

          • Cícero

            Pois é meu caro… as drosophilas continuaram tão somente drosophilas…!

            Game over.

          • Caruê Gama Cabral

            Você sabe oque define uma especie?
            Isolamento reprodutivo, temos populações tão distintas que o cruzamento já não é possível e portanto por definição são duas especies distintas.
            “Após trinta e cinco gerações, Os dois grupos e os seus descendentes não conseguiam procriar entre eles mesmos quando essa era a única oportunidade de se reproduzir.“

            Perdeu, agora vai ter que aceitar a evolução.

          • Cícero

            Drosophilas são drosophilas!

          • Caruê Gama Cabral

            Basta mudar o nome, afinal elas já não poder ser consideradas a mesma especie visto que as populações distintas são incapazes de se reproduzir.
            Por acaso esqueceu oque é uma especie?

          • Driver_eight

            Não adianta. Esse Cícero é um prova cabal do que o analfabetismo científico e o fanatismo religioso causam a uma pessoa. Se algum terceiro que acompanhe o debate não perceber os absurdos do argumento dele, então é outro caso perdido. Se em poucas gerações já ocorreu o surgimento de uma nova espécie (volte ao ensino médio e aprenda o que é uma espécie, Cícero), PROVANDO a evolução, o que dirá milhares, milhões e bilhões de anos. Eu sei que nós humanos temos dificuldade com o muito grande e com o muito pequeno, mas parece que os crias são especialmente fracos em entender a dimensão de bilhões de anos.

          • Cícero

            rsrsrs… provando uma “nova” espécie?? e onde as drosophilas deixaram de ser drosophilas gerando outros seres diferentes na escala taxonômica sr. fundamentalista obtuso?
            Mas segundo a crença religiosa evolucionista, o deus tempo pode ser capaz de qualquer milagre mágico tipo amebas virando macacos e gente!
            O famoso refrão: “durante milhões de anos…” proporciona este milagre mágico, assim como os supostos/imaginários seres transicionais no processo, não mudará o fato de que TODOS evolucionistas possuem a fé de que o homem um dia foi peixe (ou para piorar, foram “amebas”)!

          • Driver_eight

            O que eu acho mais engraçado dos fanáticos religiosos criacionistas é quando usam religião com sentido pejorativo. Tiro no pé? P.S. Pelo visto você não sabe mesmo o que é uma espécie e nem percebeu ainda que a tônica da natureza é a mudança e o movimento.

          • Caruê Gama Cabral

            O Burro falante esta na Bíblia, assim como a cobra, a mesma Bíblia que fala do ´´desing“ ter criado a vida:
            ´´E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus.
            E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
            E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra.
            E foi a tarde e a manhã, o dia quinto.
            E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, e répteis e feras da terra conforme a sua espécie; e assim foi.
            E fez Deus as feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil da terra conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.
            E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
            Gênesis 1:20-26“

            Tudo isso é mentira. O quão tapado você é para achar que eu estava a defender que burros falam??
            Eu falei:´´Na Bíblia tem um burro falante, caso você seja um essa seria uma boa evidencia da verdade da Bíblia.“

            Cada um criado conforme a especie… foi por isso que inventaram o Desing Inteligente, para ensinar Bíblia na aula da ciência. Para burlar a constituição dos EUA e pregar a fé cristã.

          • Cícero

            E onde vemos HOJE, criação sobrenatural no mundo?

            Sim, o código genético específico para cada espécie de ser vivo na terra conforme está em Gn 1:21,25:
            E Deus criou ..conforme a SUA espécie…” introduzindo as Leis da genética que impedem qualquer evolução para uma nova espécie; nem por mutações, pois estas são destrutivas na grande maioria e não desenvolvem os organismos, além disso a estabilização dos genes impediriam macromutações.
            É A CIÊNCIA CONFIRMANDO A BÍBLIA. ACEITE O FATO OU CONTINUE UM BURRO FUNDAMENTALISTA!

          • Caruê Gama Cabral

            Apenas um cristã pregando sua religião, usando o velho método criacionista. http://astropt.org/blog/wp-content/uploads/2013/12/Metodo-Cientifico-vs-Metodo-Criacionista.jpg?474103
            Vale lembrar que: Fundamentalismo é a estrita aderência a um conjunto específico de doutrinas teológicas tipicamente em reação à teologia do modernismo.[1] [2] [3] O termo “fundamentalismo” foi originalmente designado por seus defensores para descrever uma lista específica de credos teológicos que se desenvolveu em um movimento na comunidade protestante dos Estados Unidos na primeira parte do século XX, e teve sua raiz na Controvérsia Fundamentalista-Modernista dessa época.
            O termo desde então tem sido generalizado para significar a forte aderência a qualquer conjunto de credos em face do criticismo ou impopularidade, mas tem mantido suas conotações religiosas.

            A raiz do movimento fundamentalista é a mesma do criacionismo. No fundo você sabe o quão idiota é ser fundamentalista o quão idiota é ter fé, e numa tentativa tosca tenta atribuir os seus defeitos ao opositor que é o seu exato oposto.

          • Cícero

            Lamento, não adianta chorar e espernear, já provei aqui que a evolusuperstição é uma religião fundamentalista que prega mágicas transformistas, onde barro vira girafas, elefantes, cavalos e GENTE em tantos tempos! por mais bizarro, patético, irracional que seja…

          • Caruê Gama Cabral

            Patológico esse seu desprezo pela religião, afinal se você reconhece que é idiota animais surgirem do Barro(pó) por magica deveria largar o cristianismo e estudar biologia.
            Não adianta acusar a ciência de ser tudo que a religião é. O fato da sua religião fundamentalista ser bizarra, patética e irracional, não diz respeito a confiabilidade da ciência.

          • Cícero

            Sim, sempre tive desprezo pela religião darwinista.

      • Antonio Porto Rosa Filho

        Esta afirmação pode ser usada contra o evolucionista:
        eu sei que não foi criado, então evoluiu.
        Isso não é ciência, isso é preferência.

        • Caruê Gama Cabral

          uhauhaauhahuauha
          Besteira, isso nem faz sentido.
          Eu sei que evoluiu porque os fosseis apontam isso, porque estudo com bactérias apontam isso e porque a genética aponta isso, porque toda a biologia aponta isso. A Evolução é propositiva, o criacionismo é contemplativo e não vai além a uma critica infantil a evolução. Quando o criacionismo achar o criador ou ao menos as ferramentas do criador ai teremos algo concreto, ate agora eles só ficam no argumento: nossa que complexo, logo foi Deus…

          • Antonio Porto Rosa Filho

            Se tem uma coisa que mostra que não houve evolução são exatamente os fósseis, ou melhor a ausência destes.

            O estudo com bactéria mostrou que após mais de 20 anos

            ( + ou – 1 milhão de anos) elas continuam bactérias.

            Os evolucionistas tem tentado, sem sucesso, incorporar a genética á evolução, formar algo tão com como um código com apenas quatro letras ser responsável por toda diversidade de vidas.
            A genética não só complexa ela é inteligível.

          • Caruê Gama Cabral

            Dizer que bactérias continuam bactérias é o mesmo que dizer que Chordata continua Chordata. Bactéria é filo, você sabe oque é um filo? Seria o mesmo que fazer um experimento evolutivo com com ratos e gerar peixes e aves, só que isso não bastaria afinal eles continuam sendo Chordata(equivalente a bactéria, pois é o filo).
            Percebe o quão idiota é dizer que bactérias continuam bactérias?

            Afinal a micro evolução não iria ate o nível de sub-especie?

            Em 7 Milhões de anos de evolução humana e continuamos no.

            Filo:Chordata
            Subfilo:Vertebrata
            Classe:Mammalia
            Subclasse:Theria
            Infraclasse:Eutheria
            Ordem:Primates
            Subordem:Haplorrhini
            Infraordem:Simiiformes
            Superfamília:Hominoidea
            Família:Hominidae
            Subfamília:Homininae
            Tribo:Hominini

            Juntos com o chimpanzé, vai dizer que não evoluímos porque continuamos no Filo:Chordata. Só mudamos de Subtribo em diante. Não adianta pescar criticas a evolução quando não sabe o básico da teoria.

          • Antonio Porto Rosa Filho

            Desisto.

  • Antonio Porto Rosa Filho

    Eu diria que o avanço científico tem modificado as concepções de evolução, simplesmente porque se descobriu uma complexidade inimaginável nas menores

    estruturas vivas que existem.
    O darwinismo tem tentado se adaptar as descobertas científicas, onde a palavra evolução tende a substituir a palavra explicação.

    O que Darwin achou absurdo na sua teoria continua absurdo.
    Eu ainda acho que a evolução não é a melhor explicação para a origem e desenvolvimento da vida.

    • Caruê Gama Cabral

      Vamos ver a opinião de um dos maiores cientistas cristãos o chefe do projeto genoma:

      ´´o design inteligente é má ciência e má teologia. É má ciência por argumentar a partir da ignorância: só porque hoje não há uma explicação consolidada sobre, por exemplo, o surgimento dos flagelos (“caudas” natatórias) das bactérias, isso não significa que a ciência não achará essa explicação. E é má teologia por imaginar que Deus – o “ser inteligente” por trás dos argumentos do design inteligente – seria um artesão descuidado, que precisa o tempo todo corrigir sua criação “no braço” para que ela funcione.“

      Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL32567-5603,00-CHEFE+DO+PROJETO+GENOMA+DEFENDE+RELIGIAO.html

      Nota: Evolução não trata da origem da vida. Pense na evolução como descendência com modificação.

      • Cícero

        O próprio Collins sabe que o genoma possui poderosos mecanismos reparadores intracelulares, (que certamente o Criador projetou).

        E o mito da evolução, trata sim da origem da vida. Pesquise “evolução química” algo nunca visto e nunca provado.

        • Caruê Gama Cabral

          Na entrevista ele diz o exato oposto…

          Pode colocar seu Deus das lacunas na evolução da primeira forma de vida. A questão é que a partir de uma forma de vida passou a ocorrer descendência com modificação que resultou na origem de todas as especies. Tudo isso esta amplamente documentado. Caso você queira questionar a evolução basta achar um fóssil de mamífero no pré-cambriano. Isso seria uma forte evidencia de que a vida surgiu por magica de forma abrupta.

          • Cícero

            Não é o que dizem os próprios crentes darwinistas.

            O surgimento repentino de alta diversidade nos fósseis primitivos nos clados inferiores contrariam a crença na religião darwinista! as controvérsias são a base do mito!
            http://www.pnas.org/content/110/34/13875.full

            “A maioria dos filos animais representados no registro fóssil aparecem primeiro, ‘plenamente formados,’ no Cambriano alguns 550 milhões de anos atrás. … O registro fóssil é, portanto, de nenhuma ajuda no que diz respeito à origem e à primeira diversificação dos diversos filos animais.”
            (R.S.K. Barnes, P. Calow and P.J.W. Olive, The Invertebrates: A New Synthesis, pp. 9–10 (3rd ed., Blackwell Sci. Publications, 2001.)

            Esta não é a única “explosão” no registro fóssil. Os paleontólogos têm observados um explosão de peixes, uma explosão de plantas, uma explosão de aves, e até uma explosão de mamíferos. Como o eminente biólogo evolucionista , o falecido Ernst Mayr, escreveu em 2001, “Se nós olharmos o biota dos animais vivos, seja no nível dos taxa superiores, ou até aquele no nível das espécies, as descontinuidades são esmagadoramente freqüentes… As descontinuidades são ainda mais surpreendentes no registro fóssil. As novas espécies geralmente aparecem subitamente no registro fóssil, não conectadas com seus ancestrais por uma série de elos intermediários.”
            (Ernst Mayr, What Evolution Is, p. 189 (Basic Books, 2001).

            Este fenômeno existe não somente no nível de espécies, mas também no nível de taxa superior, como um livro-texto de zoologia explica:
            “Muitas espécies permanecem virtualmente não modificadas por milhões de anos, então subitamente desaparecem para serem substituídas por uma forma bem diferente, mas relacionada. Além disso, a maioria dos principais grupos de animais aparece abruptamente no registro fóssil, plenamente formados, e com fósseis ainda não descobertos que formem uma transição de seu grupo progenitor”.
            (C.P. Hickman, L.S. Roberts, and F.M. Hickman, Integrated Principles of Zoology, p. 866 (Times Mirror/Moseby College Publishing, 1988, 8th ed).

          • Caruê Gama Cabral

            Besteira, você pega criticas entre um detalhe e outro da evolução e junta de forma bizarra.

            Afinal os criacionistas defendem um surgimento magico de todas as especies em um único momento? Ou uma sequencia de criação por magica de grupos de animais durante um intervalo de 3,5 bilhões de anos?

            Oque são filos perfeitamente formados? Quer dizer que foi criado o filo ai então evoluiu toda as subdivisões.
            Subfilo
            Classe
            Subclasse
            Infraclasse
            Ordem
            Subordem
            Infraordem
            Superfamília
            Família
            Subfamília
            Tribo
            Subtribo
            Género

            Agora se você conseguir provar que já existia a 550 milhões de anos existia o gênero Homo ou mesmo o gênero canis. Eu viro criacionista.
            Qual é o período de uma explosão?? A explosão do cambriano levou 70 milhões de anos, algo entre 6 e 7 milhões de anos nos separam do chimpanzé.
            Poderíamos chamar de explosão canina os últimos 10-30 mil anos, transformamos um lobo de 50kg em um cão de 2kg, sem contar as dezenas de raças. Basta que exista variabilidade genética e seleção natural ou mesmo artificial que as populações mudam muito e ocorre descendência com modificação (evolução.).

          • Cícero

            A criação foi instantânea. E eu deveria crer nos cientistas ou em vc?

            Os tais 550 milhões de anos é pura especulação. Eu poderia mostrar aqui inúmeros erros dos métodos de datação radiométrica que obviamente escondem pra blindar o dogma darwinista. Por ex. inúmeros fósseis de dinossauros estão encontrando com tecidos moles orgânicos ainda, que segundo a CIÊNCIA, deteriora-se em milhares e não milhões de anos!

            Meu caro, os lobos e cães ainda pertencem ao mesmo Gênero – Canis.

            A seleção natural pode ser capaz de explicar a sobrevivência (adaptação) de uma espécie, mas não consegue explicar o SURGIMENTO de uma NOVA espécie com NOVO DNA em NOVAS formas em NOVAS escalas em NOVOS clados taxonômicos verticais dos seres vivos (ou seja MACROEVOLUÇÃO).

          • Caruê Gama Cabral

            Não levantaras falso testemunho, cuidado que você vai acabar indo para o inferno.

          • Caruê Gama Cabral

            Você acha que o lobo e um pinscher tem o mesmo DNA? mesmo que um tenha 50 kg e o outro 3 kg? Já pensou em tentar cruzar eles, você acha que vinga?(se não vingar teremos de mudar a classificação) Você acha que não existe nada de novo no DNA que por exemplo deixe ele pequeno? com outra cor? com outro comportamento?

            Afinal oque é macroevolução? O surgimento de uma nova especie? Se eu mostrar uma especie que surgiu em um laboratório por meio de um experimento controlado você aceita a evolução?

          • Cícero

            Como eu disse cães (pincher) e lobos continuam do mesmo Gênero – Canis – descendem do mesmo “cabeça” original.

            Mas eu não nego a “especiação” – formação de novas espécies – pela seleção natural, porém isso não passa de recombinação de material genético (adaptação) e não criação de algo novo/diferente com aumento de informação genética (macroevolução vertical).

            A especiação não produzirá estruturas biológicas radicalmente distintas, resultando num animal totalmente diferente – algo que é necessário para que a evolução moléculas-unicelular-peixes-mamíferos-homem seja cientificamente válida – mas sim uma variabilidade única e abragente no fenótipo que constitui as espécies animais específicas dentro do mesmo Gênero, Família, Ordem na escala taxonômica.

            Não há qualquer evidência empírica duma acumulação de modificações graduais gerar uma forma de vida fundamentalmente distinta dos progenitores. Ou seja, os animais adaptam-se, modificam-se, cruzam-se, mas nunca deixam de ser do mesmo tipo básico original.
            Mas adoram falar que ADAPTAÇÃO pela seleção natural, seria evolução!… Como nos famosos casos da Drosophila e E.Coli , sendo perfeitamente possível qualquer ser se adaptar,… mas as moscas continuam e sempre serão moscas e as bactérias continuam e sempre serão bactérias… Tentilhões continuam tentilhões.

          • Caruê Gama Cabral

            Você esta simplesmente errado.

            1-O DNA é composto por ´´4 letrinhas“ essas letrinhas sofrem mutações a cada geração. O número de letrinhas também pode mudar. Portanto a cada novo individuo existe novas informações genética.

            2- Essa nova informação é selecionada pela seleção natural que resulta ao logo do tempo em mudanças enormes na morfologia.

            3-A mudança é gradual, o registro dessa mudança esta amplamente documentado em inúmeras especies incluindo a dos humanos, da baleia e do cavalo.

            4-Evidencia da evolução humana.O Cromossomo 2 é amplamente aceito como resultado de uma fusão telômero-telômero entre dois cromossomos ancestrais. As evidências disso incluem:
            Fusão de cromossomos ancestrais deixaram vestígios de de telômeros e um centrômero vestigial
            A correspondência do cromossomo 2 com dois cromossomos de símios. O parente mais próximo do homem, o chimpanzé, tem seqüências de DNA quase totalmente idênticas ao cromossomo 2 humano porém em dois cromossomos separados. O mesmo é fato para mais distantes como o gorila e o orangotango.
            A presença de um centrômero vestigial. Normalmente um cromossomo possui apenas um centrômero mas no cromossomo 2 encontram-se vestígios de um segundo.
            A presença de telômeros vestigiais. Esses são normalmente encontrados apenas nos finais do cromossomo mas no cromossomo 2 encontramos seqüências de telômeros no meio.
            O cromossomo 2 é, assim, forte evidência da origem comum de humanos e outros primatas. Segundo o pesquisador J. W. IJdo:

            5- Você sabia que Humanos, gorilas, chimpanzés e Orangotangos fazem parte da mesma família Hominidae? Pois é nenhum deles apresenta estruturas biológicas radicalmente distintas, apenas uma diferença minuscula no polegar, na postura e no tamanho do cérebro. Sera que Deus criou um tipo de Hominidae que sofreu microevolução oriunda de mera recombinação genica?

          • Cícero

            As semelhanças morfológicas são evidentes e naturais. Lembre-se que somos muito parecidos com bananas geneticamente!

            Mas assim, poderíamos facilmente dizer que os humanos descendem dos polvos, pois seus olhos são muitíssimos parecidos com os nossos. Ou descendemos de porcos pois o coração do porco é praticamente igual ao nosso.
            Ou somos parentes diretos da lampreia, pois sua hemoglobina é muito parecida com a humana. O mesmo se observa em relação à clorofila de plantas e à nossa hemoglobina.
            No DNA de uma espécie existem muitos genes. Dizer que o conjunto de proteínas de dois organismos são semelhantes é o mesmo que dizer que seus DNA são semelhantes e, na visão evolucionista, isso é sinal de que houve um ancestral comum. O problema dessa classe de argumentos está no fato de que espécies que não deveriam mais apresentar semelhança protéica, devido à suposta distância evolutiva, as apresentam!

            Ainda, o conceito de evolução convergente – espécies sem origem comum – quebra a tal “ancestralidade comum” e tudo que engloba as similaridades; não provando evolução alguma ou descendência de uma espécie vinculada a outra.

            E isso em nada desaprovaria o criacionismo/DI, sendo tal modelo plenamente aceitável por eles; já que um Criador em comum as criou para viverem em ambientes em comuns e semelhantes; incluindo o genoma dos seres muito semelhantes entre si; no sequenciamento (material, composição); porém diferentes nas funções que ainda desconhecemos quase tudo. Não é a quantidade, e sim como as peças se encaixam que fazem toda a diferença.

            Se meu CPF for um número diferente do seu, já somos totalmente diferentes. Assim é o ,DNA ESPECÍFICO E INTRANSFERÍVEL PARA CADA ESPÉCIE.

            “Não existe na literatura afirmando que uma espécie tem sido mostrado para evoluir para o outro… ao longo de 150 anos da ciência da bacteriologia, não há evidências de que uma espécie de bactéria foi alterado para outro, apesar do facto de as populações foram expostas a agentes químicos potentes e mutagénios físicos e que, de maneira única, bactérias possuem extracromossómico, transmissível plasmídeos. Uma vez que não há NENHUMA EVIDÊNCIA de alterações das espécies entre as formas mais simples de vida unicelular, não é surpreendente que não há nenhuma evidência de evolução de procariotas a células eucarióticas, e muito menos em todo o conjunto de maiores organismos multicelulares.”
            (Alan H. Linton é professor emérito da bacteriologia, da Universidade de Bristol). http://www.timeshighereducation.co.uk/story.asp?storycode=159282

            Os fatos mostram a realidade da mitologia transformista darwinista:

            1. O fracasso da biologia evolucionária fornecer explicações evolucionárias detalhadas para a origem das características bioquímicas complexas;

            2. O fracasso do registro fossil em fornecer apoio para a evolução darwinista;

            3. O fracasso da biologia molecular em fornecer evidência para a descendência comum universal;

            4. O fracasso da Genética e da Química explicar a origem do código genético;

            5. O fracasso da biologia do desenvolvimento explicar por que os embriões de vertebrados divergem no início do desenvolvimento.

            Há um abismo de diferenças entre homens e macacos: físico, intelectual, espiritual, moral. Ademais, homens fazem carros, micros, celular, foguetes, música, artes, engenharias, fazem bolos, doces, churrascos tem práticas sociais, religiosas, culturais, reflexivas, razão, consciência etc…, mas macacos não. Eles nem sabem que são macacos/símios no mundo animal!

            Não podemos convidá-los pra debater e palestrar ou meditar; nem pedir que leiam textos e assinem, ou tocarem piano e violão ou nos sirvam sucos e café…

          • Caruê Gama Cabral

            Selecionar um órgão em detrimento do conjunto de características é completamente idiota…
            Apenas um retardado acharia que a asa do morcego é igual a asa do pássaro, elas são parecidas porque a seleção natural seleciona aerodinâmica. Pela mesma razão que o corpo de um golfinho parece com o de um tubarão(aerodinâmica), você já parou para pensar porque um design inteligente faria um animal marinho sem branquias? Já parou para pensar porque do movimento da nadadeira ser completamente distinto? A evolução explica, além é claro de provar com o registro fóssil.
            As semelhanças genéticas são proporcionais ao distanciamento evolutivo, a taxa de mutação já indicou em diversos casos que duas especies teriam um ancestral comum em determinada época, oque correspondeu ao registro fóssil. Temos DNA em comum com a banana é claro, mas temos mais DNA em comum com ratos e sobretudo com outros primatas. A semelhança de DNA é proporcional ao parentesco, alias é um exame usado para determinar a paternidade.

          • Cícero

            Animais sem branquias são belos designs. A prova é que
            estão aí ainda senão, nem existiriam…

            Podemos usar os mesmos materiais pra construir coisas totalmente diferentes: bicicletas, motos, carros, caminhões, ônibus, tratores, guindastes…

          • Olá, Caruê

            Eu fico maravilhado com a capacidade que alguns têm de pesquisar enormes quantidades de artigos sobre biologia evolutiva somente para, no final, filtrar as poucas partes que interessam para tentar refutar a evolução. Ou seja: o fato de haver enorme quantidade de textos fundamentando a evolução é para eles menos importante que os poucos textos que eles encontram. E o pior é que, muitas vezes, esse textos não são refutações da evolução em si, mas trabalhos que levantam dúvidas e questionamentos que emergem de debates entre evolucionistas sobre como interpretar detalhes da teoria. E não adianta argumentar com essas pessoas pois eles já decidiram se manter em seus pontos de vista absolutamente imóveis.

          • Cícero

            Caro,
            Não são tão poucas partes assim.
            Na verdade, há farto material (até nessas publicações) demonstrando as insolúveis e crescentes lacunas dessa crença ideológica/filosófica/religiosa. Ex:
            http://www.asa3.org/ASA/PSCF/1996/PSCF9-96DeHaan.html#1

            O fato é que até hoje nenhuma publicação científica, mostrou alguma prova/evidência empírica científica sólida e irrefutável factual com visível, evidente e acentuada transformação morfológica de um ser a caminho, em desenvolvimento, para mudança real em outro ser DIFERENTE, nos fósseis ou vivos (macroevolução).

            Ainda estou no aguardo…

          • Caruê Gama Cabral

            Não tenho esperança de convencer eles, estou mais preocupado é com terceiros que podem ser enganados pela coletânea de falacias.

    • Olá, Antonio Porto

      Evolução pode não ser a melhor explicação para a origem e diversidade das espécies (embora eu ache que é sim), mas certamente é a única explicação científica que temos. Há muitas explicações por ai, mas a única científica é essa.

      • Antonio Porto Rosa Filho

        Marco, a evolução é a única explicação aceita pela comunidade científica, mas não é a única explicação que temos.

        Estou lendo o livro de Mark Ridley “Evolução” ele diz uma coisa interessante :

        É possível imaginar, por EXTRAPOLAÇÃO, que, se os processos em
        pequena escala que vimos continuassem por um período de tempo
        suficientemente longo, eles poderiam produzir a variedade moderna da vida.” pg 77

        Por essas e outras, eu digo que a evolução é 10% fato e 90% teoria.

        • Cícero

          Amigo, um colibri não se tornará um urubu, nem em milhões de anos. As Leis científicas de Mendel da descendência hereditária genética já provaram isso.
          Assim como bater uma vitamina de abacate, não se tornará um abacate nem em milhões de anos…

          • Antonio Porto Rosa Filho

            Cícero, concordo com você.
            O problema do evolucionismo não é com o que
            pode ser observado, mas o que não pode.
            Mudanças dentro de uma espécie é mais do que natural,
            o problema é a extrapolação.

            É isso.

          • Amigo, extrapolação é um a ferramenta extremamente útil na ciência, que dá excelentes e comprovados resultados. A sonda “New Horizons” só conseguiu chegar a Plutão este ano, depois de uma década de viagem, por que os físicos conseguiram calcular com precisão a trajetória de Plutão com base em extrapolação de dados.
            Sem a extrapolação essa missão teria sido impossível. Absolutamente impossível.

          • Antonio Porto Rosa Filho

            Marco, entendo sua explicação, mas vou lhe dar um exemplo
            da extrapolação a que me refiro:

            “…não vejo problema algum em aceitar que determinada raça de ursos se tenha tornado,
            em virtude da seleção natural,
            cada vez mais aquática em seus hábitos e estrutura, adquirindo assim bocas bem maiores ,
            até que por fim se produza uma criatura que,
            por sua deformidade,
            possa ser comparado ás baleias.

            C.Darwin A origem das espécies Cap VI

            Os cálculos precisos que você citou são resultante do conhecimento matemático dos cientistas, ou seja, baseado na inteligência e não na imaginação.
            A evolução é baseada, na dedução, muitas absurdas, como a que eu transcrevi.
            O DI também pode seguir na mesma linha, ainda que não se saiba quem é o desenhista.

        • O problema é que criacionistas exigem das teorias científicas um rigor que não aplicam em suas próprias teorias. Você diz que teoria da evolução das espécies tem 10% de fato e 90% de teoria (o que não é verdade nem de longe), mas não percebe que as teorias criacionistas têm menos fatos ainda em que se basear.
          Mas as lacunas que as teorias científicas têm, que são cada vez menores, não são
          um problema para a ciência. Sabemos que ainda temos muito a aprender sobre o mundo e admitimos isso. Sabemos que ainda não conseguimos descobrir tudo o que existe e admitimos isso. E continuamos a procurar. Não tivemos a sorte de ganhar um livro onde tudo já está escrito de forma que não precisamos mais estudar nada. Admitimos nossa ainda enorme ignorância, mas confiamos em nosso infinito potencial de descobrir e aprender.
          Ademais, uma teoria científica não precisa de uma quantidade determinada de fatos para se consolidar. Só precisa que, ao lado de uma quantidade razoável de fatos que lhe dê uma sustentação mínima, se demonstre que funciona e que é capaz de fazer previsões que a confirme. E somente a ciência consegue fazer previsões que se realizam com rigor matemático. Quando Giordano Bruno defendeu a infinitude do universo e o heliocentrismo não tinha nenhuma prova disso. Nenhum fato a seu favor. Fundamentalistas o ridicularizaram, chamaram de herege e o assaram na fogueira. Anos mais tarde Galileu trouxe as provas que faltaram a Giordano, mas recuou por que não queria também morrer na fogueia. Depois disso a astronomia começou a coletar cada vez mais dados e fatos que comprovaram o heliocentrismo. Mas ainda existem os que continuam a dizer que o heliocentrismo ainda é uma teoria sem provas.
          A relatividade de Einstein, igualmente, ficou anos sem fatos que definitivamente a comprovasse. Na época, foi um festival de fundamentalistas acusando sua teoria de ser ridícula. Mas Einstein, usando sua teoria, fez uma previsão, que anos mais tarde se cumpriu com exatidão, confirmando a teoria (a curvatura da luz de estrelas atrás do Sol durante um eclipse). Hoje, qualquer fundamentalista que deseje chegar a um debate para refutar a relatividade do tempo e espaço é derrotado antes de chegar, na hora em que liga seu GPS. É só um exemplo. Posso citar ainda o boson de Higgs, o cometa de Harlley, a radiação cósmica de fundo, proporção de hidrogênio e hélio no universo… E a mariposa de tromba longa em Madagascar, prevista por Darwin.

          • Cícero

            Caro,
            e no que a mariposa de tromba longa prova as fantasias de Darwin??

            Na verdade, é um belo exemplo de design projetado inteligente.
            A estrutura da tromba é utilizada para extrair o néctar das orquídeas excepcionalmente profundas em um orifício que é inacessível para a maioria das outras espécies. A tromba é totalmente retrátil, rolando em uma bobina abaixo da boca.
            Pergunto: como uma suposta evolução às cegas irracional, aleatória, não ordenada, não inteligente poderia criar tal estrutura funcional nestes insetos parecida com equipamentos desenhados e criados por humanos (designers)?

          • André Luiz

            E quem desenhou o desenhista meu caro troll?

            Seu deus estava boiando na eternidade de Nárnia morrendo de tédio ai resolveu brincar de lego?

            O aleatório da seleção natural é muito mais eficiente do que o programado afirmado pelo design inteligente.

            Leia sobre a hipótese de Oparin sobre o surgimento da vida, muito melhor que o pufismo

          • Cícero

            Mais eficiente??? seu micro e celular também surgiram do acaso aleatório às cegas né!! parabéns… não tenho tamanha fé!!

          • André Luiz

            Sim, bem mais eficiente, o acumulo de acertos e erros na natureza é o que garante maior variedade e probabilidade de eficiência

            Engraçado que é criatolista não se preocupa em explicar como o gasparzao funciona, tudo merece uma explicação menos o fantasminha camarada, que teoricamente é mais complexo

            Falam que o universo é complexo e sé pode ter um criador mimimi, analogia do relógio mimimi.

            Estes argumentos , teleológicos já foram refutados

            Primeiro porque, embora isso já tenha sido explicado diversas vezes por aqui em relação ao argumento do relógio, o fato de um organismo parecer ter sido projetado não implica que ele o tenha sido de fato. Existem até sites onde você pode observar um processo evolucionário produzindo complexidade. Portanto, afirmar que a aparência de design demanda a existência de um designer é falso.

            Segundo: a grande improbabilidade do surgimento de estruturas complexas. Esse tipo de argumento demonstra um desconhecimento básico de probabilidades. Assim, mesmo que a probabilidade de UMA estrutura surgir espontaneamente a partir do acaso pode ser muito pequena, mas o fato é que os processos aleatório que geram essa estrutura atuam em uma população enorme de estruturas mais simples, que podem assim permitir trilhões de tentativas diferente de sua criação.

            Terceiro: você afirma que “a chance de todas estas coisas aleatoriamente acontecendo é, literalmente, impossível”. Isso não é verdade. Você não sabe qual é essa probabilidade, mas mesmo assim afirma arbitrariamente que é impossível. Trata-se de um argumento de ignorância. Você precisa ter em mente que, até onde sabemos, só existe vida na Terra (provavelmente o Universo está cheio de vida, mas não sabemos ainda) e que além disso o Universo é muito, muito, muito grande, quiçá infinito. Num Universo infinito, mesmo os eventos mais improváveis tornam-se inevitáveis.

            Quarto: mesmo que seja necessário um ajuste extremamente fino para as condições de surgimento de vida no Universo, isso por si só não implica a existência de deuses. Trata-se de um non-sequitur.

            Quinto: E mesmo que houvesse um ser inteligente criador do Universo, nada garante que ela iria corresponder ao que os teístas pensam de uma divindade. Talvez Lovecraft tivesse razão, e o criador do Universo fosse um ser louco e bizarro que não responde a preces e não dá a mínima para a humanidade.

            Ainda mais se este universo zoado É O MELHOR QUE ELE PODE FAZER?

          • Cícero

            Na verdade, o argumento de Paley (relógio achado num deserto requer uma causa inteligente) se reforça a cada dia com as novas descobertas e pesquisas científicas da origem do universo, fortíssimo princípio antrópico e a microbiologia evidenciando a incrível complexidade irredutível e informação especificada da molécula de DNA, além de todas as estruturas interdependentes ordenadas da célula tornando este argumento irrefutável exigindo um Projetista Inteligente nesses itens.

            Vemos claramente que apenas a experiência uniforme e repetida revela que apenas uma causa inteligente pode produzir os tipos de efeitos que vemos na natureza em seus múltiplos organismos vivos e na manutenção do universo com suas mais de 100 leis e constantes físicas que não se mudam.

            Mais analogia:
            nosso cérebro é muitíssimo melhor, mais rápido, sofisticado e complexo que nossos melhores computadores criados por humanos (designers). Logo, nosso cérebro exige uma Mente Criadora Inteligente (Designer).

            Até mesmo o incoerente Carl Sagan, declarou:
            “a neuroquímica do cérebro é surpreendentemente ativa, o circuito da máquina mais maravilhosa que qualquer outra inventada pelos homens” (Cosmos p.278).

            Sim, certamente ele não foi inventado e nem surgiu casualmente de acidentes fortuitos, com seus 20 milhões de volumes de informação, mas foi minuciosamente projetado por uma Grande Mente, assim como máquinas projetadas e construídas por humanos.

            O super computador “Roadrunner“ pertencente ao “Los Alamos National Laboratory” estabeleceu um novo recorde no que toca a velocidade de computação, um avanço que pode despontar uma nova era no que toca à análise científica de sistemas complexos.

            O evolucionista ateu olha para o Roadrunner e fica maravilhado (“Que bela máquina!”). No entanto, o mesmo ateu olha para o bem mais eficiente e bem mais complexo e poderoso cérebro humano e diz “Obviamente que ninguém fez o cérebro! É óbvio que ele é o resultado de apenas alguns milhões de anos de evolução aleatória às cegas não-direcionada, não-inteligente, não ordenada, não projetada e não-pessoal!”

            As CIÊNCIAS exatas como a matemática, comprovam o mito darwinista.
            A evolução é tão absurda dado que a probabilidade do surgimento de uma molécula de DNA simples, calculada pelo Dr. Frank Salisbury, da Universidade Estadual de Utah, EUA, é de 1 em 10 elevado a 415 (1 dividido por 1 com 415 zeros à direita), o que é considerado impossível matematicamente falando.
            E considera-se já uma impossibilidade matemática 1 dividido por 10 elevado a 50.

            Mas eu duvido que a ciência mude algo para a FÉ dos evolucionistas desesperados em defender seu mantra/dogma.

            “O darwinismo FOI uma ideia interessante no século 19, quando explicações desprovidas de evidência forneceram um quadro plausível, se não apropriadamente científico, no qual nós podíamos encaixar os fatos biológicos. Todavia, o que nós temos aprendido desde os dias de Darwin lança dúvida sobre a capacidade da seleção natural criar sistemas biológicos complexos …”
            (Colin Reeves – Dept of Mathematical Sciences Coventry University)

          • André Luiz

            Se a fantasia de satisfaz , viva com a fantasia., Faley é apelação a magica

            Se somos bons demais que precisamos de um criador, quem dirá o criador.
            Caso você realmente esteja tentando raciocinar, perceberá que esse argumento o de “bom demais para vir do nada” exige uma seqüencia infinita de deuses, super deus, hyper deus, deus do deus

            Como se o nada existisse e como se deus existisse, a porcaria da petição de principio

            E que eu já repeti essa seqüência no fórum tantas vezes que perdi a conta. Ela sempre acaba vindo.

            Forte abraço

          • Cícero

            Sim, o nada não pode causar algo, porque nem existe!

            Mas pelo princípio da causalidade entendemos que se refere a tudo que venha a existir; a coisas limitadas, finitas, contingentes que requerem um início como nosso universo. Deus não veio a nascer, existir, ninguém fez Deus. Ele não é feito. Como ser eterno, Deus não tem um começo e, assim, ele não precisou de uma causa, podemos representá-lo como um círculo sem começo sem fim, ilimitado, infinito, indescritível, incognoscível.

            Ele é a Causa Primeira de todas as causas físicas, não-físicas, estando no plano metafísico transcendental extra-universo. Se ateus alegam que o universo é eterno, então Deus também é! Mas o big-bang prova que houve um Início Causado pro universo. É ridículo dizer que tudo tem uma causa exceto o universo.

            Deus e o mundo estão em duas categorias diferentes. O mundo precisa de uma causa é dependente, contingente, possui seres criados de um começo. Mas Deus é incausado, independente, eterno, Auto-Existente. Se céticos incoerentes como Bertrand Russel dizem que o universo pode ser incausado e eterno, Deus também pode!!

            Estude e me responda. Se Deus inexiste por que existe o mundo em vez do nada?

          • Caruê Gama Cabral

            auahuahu.
            pufismo, adorei o termo.

          • Antonio Porto Rosa Filho

            Marcos, talvez você tenha razão.
            Exigimos demais de uma teoria que não tem plano, nem direção nem propósito, mas talvez porque no final das contas as estruturas vivas a contrarie e demonstre plano, direção e propósito.
            O GPS é produto da inteligência humana, seria mas do que natural um fundamentalista usá-lo, mas não um evolucionista.

            É isso.

          • Olá, Antonio Porto

            Você não entendeu o que eu disse. Mas a culpa não foi sua. Foi minha. Preciso perder essa mania de achar que todos sempre entenderão as sutilezas de minhas ironias e que todos conhecem ciência o suficiente para entenderem minhas referências. Desculpe.

            Vou explicar melhor.

            É um contrassenso um fundamentalista usar um GPS para ir a um debate onde pretende refutar a teoria da relatividade simplesmente por que sem a relatividade o GPS não funciona. A tecnologia do GPS é um dos frutos concretos da teoria de Einstein. Se não soubéssemos que os referenciais, o espaço e o tempo são relativos e não soubéssemos aplicar as fórmulas da relatividade os GPS simplesmente não funcionariam. Portanto, GPS não é coisa para fundamentalistas.

            Quanto ao que eu disse sobre fundamentalistas serem mais exigentes com as teorias científicas que com as teorias bíblicas, também estava sendo irônico. É claro que devemos ser exigentes, muito exigentes, com qualquer teoria. É assim que se faz ciência. Portanto, ser exigente com a teoria da evolução é bom, é um ótimo começo para se aprender a fazer ciência. O problema é que, depois de tecerem suas críticas às teorias científicas, ao abrirem suas Bíblias os fundamentalistas “desligam” esse interruptor mental do ceticismo e da razão crítica e se transformam em seres supersticiosos que acreditam em qualquer fantasia sem comprovação. A ironia é que vocês só querem provas para as crenças dos outros, nunca para as de vocês. Isso não é científico. A ironia não está na crítica que vocês fazem à teoria da evolução (que, quando honestas, são bons frutos de uma mente crítica), mas em não aplicarem o mesmo ceticismo às outras coisas da vida.

  • Ronaldo Alves

    Se Jason cruzasse com um Troll, Cícero seria o filhote. É figurinha carimbada de sites e blogs de divulgação científica que costuma invadir para vomitar suas insanidades fundamentalistas. O resultado? Confiram vcs mesmos:
    Comentário de Elyson Scafati, físico e criador do blog CiênciaxReligião, em 07/02/2012:
    “Resumindo, amigo, não tente tratar daquilo que vc não sabe, pois os seus erros são exatamente aqueles que vejo no séquito de criacionistas. Vcs são realmente muito engraçados e admiráveis em sua luta quixotesca para proteger sua ideologia falida. Chegam mesmo a mentir, distorcer, descontextualizar, omitir, inventar, tudo que pode ser compreendido como violar o nono mandamento (acho que este não tem na sua bíblia – NÃO DIRÁS FALSO TESTEMUNHO, ou seja, não mentirás). Vcs sempre falam um monte de besteira. São refutados, somem por um tempo e voltam a repetir incansavelmente o mesmo rol de tolices com palavras e pessoas diferentes.”
    http://criacionistaconsciente.blogspot.com/2012/01/dawkins-comemora-vitoria-sobre.html

    Comentário de Silvia Gobbo, professora e paleontologista, 10 de maio de 2012: “É muita cara de pau… Merece uma caixa de óleo de peroba para usar como pós-barba… SINTO MUITO mas agora seus textos PERDERAM TODA A CREDIBILIDADE… E posso mostrar que o restante dos seus textos contém as mesmas falácias e os mesmos truques de FORÇAR interpretações que não existem nos textos e a desonestidade de TIRAR O TEXTO DO CONTEXTO. Acho que a partir daqui o professor Chassot deveria encerrar a SUA participação neste blog. O SR NÃO É SÉRIO.”
    http://mestrechassot.blogspot.com.br/2012/04/24-uma-replica-um-direito-de-resposta.html

    Comentário de Cesar Grossmann, engenheiro eletricista e colaborador do site Hypescience, com vários artigos de ciência publicados, 6.06.2013: “Por que eu tenho que responder a cada achismo seu se você sequer lê o material que eu me dou ao trabalho de pesquisar e relacionar? Ser ignorante é normal, todo mundo nasce ignorante, mas se esforçar para permanecer ignorante, sinceridade…Eu estou encerrando aqui.”
    http://hypescience.com/as-10-pessoas-mais-inteligentes-do-mundo/

    Cícero também foi citado por um internauta, numa resposta a outro anti-evolucionista do mesmo tipo: “Não vi até agora, qualquer crítico da Evolução que não demonstrasse reações idiossincráticas religiosas ou que não fosse ligado a movimentos religiosos. A estratégia é exatamente essa. Passar-se por um debatedor que questiona, quando na verdade, não passa de mero pregador. Assim foi com o Cícero, que no fim, confessou que combatia a Evolução por que era seu “dever” combater o demônio onde quer que ele se insinue. Portanto não me venha com a lenga-lenga de sempre, embase o que diz e nos apresente trabalhos de instituições laicas e não opiniões pessoais baseadas no Quote Mining para refutar a Evolução.”
    http://darwinedeus.blogfolha.uol.com.br/2013/07/30/charles-roberto-falou-charles-robertoavisou/

    Idem para Vitor Rossetti do netnature, André Ribeiro do ceticismo.net além de internautas como eu e tantos outros que tiveram o desprazer de conhecer essa excrescência criacionista.

    Resumindo: é inútil tentar esclarecer criacionistas, fornecendo informação. Eles não leem. Se leem, não entendem. Se entendem, não aceitam. Vão recusar quaisquer evidências e exigir “provas” cada vez mais descabidas. Eu sei. Combato essa praga que infesta páginas de divulgação científica faz tempo. A única solução é atacá-los em suas crenças. Não adianta querer explicar quando o outro não esta disposto a entender.

    • Cícero

      Como sempre, tem sempre crentes fanáticos obtusos darwinistas por aí; a exemplo dos citados.
      São vermes defecando suas bizarrices hilariantes para tentar defender desesperadamente sua religião transformista dogmática, onde amebas viram girafas, elefantes, macacos e GENTE! em certo tempo por mais insano, irracional, ilógico, patético e bizarro que seja, TOTALMENTE contrário à investigação científica empírica já demonstrada.
      Então quando não tem argumentos; como nunca tiveram…; apelam pro Argumentum ad hominem, COMO DE COSTUME. Obviamente não aceitam refutações científicas corroborando o Criacionismo Científico-D.I. e muitas vezes deletam meus comentários COVARDEMENTE em seus sítios.
      Mas a mentira darwinista está com o dias contatos…

      • Ronaldo Alves

        Ad-Hominem? É so checar nos links postados o motivo dos comentários a seu respeito. Entre os crentes fanáticos obtusos darwinistas mencionados por vc (isso não será ad-hominem também?) estão um físico, uma paleontologista, um engenheiro eletricista, um químico, um biólogo. Todos sem qualificações para discutir pesquisa científica com vossa santidade, que tem larga experiência no assunto, certamente obtida através da leitura de uma narrativa mitológica com cerca de 3 mil anos de idade, escrita por uma tribo de criadores de cabras que viviam numa das regiões mais atrasadas do Oriente Médio. OK, vc venceu…. Sobre crendices insanas, irracionais, ilógicas, patéticas e bizarras, vc já procurou algum tipo de psicoterapia comportamental e medicamentosa? Sua a noção de realidade, seu raciocínio lógico, sua percepção objetiva de fatos que contrariem suas crenças fundamentalistas estão seriamente comprometidos por uma claríssima disfunção psíquica. Falando em dias contados, o que vc acha que acontecerá primeiro: a volta de G-zuis ou a refutação do Darwinismo?

        • Cícero

          Não adianta chorar e espernear sr. fundamentalista, o mito darwinista continua… como a ciência demonstra a cada dia.

          Até hoje espero algum crente darwinista me mostrar em alguma publicação científica revisada por pares alguma prova/evidência empírica científica sólida e irrefutável factual com visível, evidente e acentuada transformação morfológica de um ser a caminho, em desenvolvimento, para mudança em outro ser DIFERENTE, nos fósseis ou vivos – macroevolução.

          • Ronaldo Alves

            Decida, o “mito darwinista” continua ou está com os dias contados? Mente confusa essa sua. Essa tal “ciência” que demonstra o “mito darwinista” é a mesma que defende a hipótese do projetista incompetente, arca de noé, homem de barro, mulher costela e cobra falante? Porque de mito ela entende bem. Vc, que aguarda sem reclamar, a volta de um salvador que prometeu retornar há dois mil anos, não acha que está muito impaciente com os “crentes darwinistas”? Se vc me mostrar alguma prova/evidência empírica científica sólida e irrefutável factual do crescimento de um membro amputado por obra de seu deus, eu apresento o que vc quer. Tá pensando que a evolução acontece por mágica, feito as histórinhas do designer incompetente do seu livro de mitologia judaico-cristã, ou os “causos” de milagres relatados por ingênuos e/ou aproveitadores? Ciência trata da vida real criatura, não de contos de fada. Vc não quer debater. Quer fazer proselitismo religioso. Está obedecendo ao que consta em Marcos 16:15 – “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” Isso inclui principalmente, invadir sites com conteúdo ateu e científico. Vc jamais aceitará a explicações científicas sobre as origens, sejam da vida, do homem ou do universo porque os que negam a verdade literal de Gênesis são também aqueles que negam a doutrina do pecado original, e negar a verdade do primeiro livro da Bíblia é simplesmente o esforço do homem para se livrar do problema do pecado original. Se não há nenhum pecado original, então o homem não precisa de um salvador. Se for preciso reduzir a ciência à algo inverídico e torpe, para “reverter a dominância sufocante da visão de mundo materialista, e substituí-la com uma ciência mais consoante com convicções cristãs e teístas”, vale tudo. Portanto, pare de fazer joguinhos e exigir aquilo que não está disposto a aceitar. Seja honesto. Seu deus não gosta de mentirosos.

          • Cícero

            Como vc já sabe da Verdade, não há mais o que falar…
            Mas se o Projetista fosse incompetente, nem o mundo nem os seres vivos nem vc e seus textos estariam aqui; e seríamos uma eterna sopa de caos de poeira, partículas, gases e radiação.
            E os arrogantes ateus ainda tem a coragem de insinuar que o materialismo físico são a origem dos pensamentos, ideias, atributos cognitivos, moral, razão, consciência na mente humana. Nosso cérebro é muitíssimo melhor, sofisticado e rápido que os melhores computadores criados por designers (homens). Mas para a fé e crença ateista: a mente/cérebro humanos surgiram do acaso às cegas, aleatório, amoral, impessoal, irracional, inanimada, incognoscível, material. Por isso não tenho fé suficiente pra ser ateu.

            Seu (pré) conceito antisobrenaturalista já está predeterminado e cauterizado por sua vontade pessoal; discriminando e rejeitando tudo que se refere a Deus/Jesus/Escrituras e naturalmente a eventos sobrenaturais-milagres. Assim, nada adiantaria lhe mostrar (alguns) os inúmeros milagres de regeneração física desde a época de Cristo até hoje.
            A ciência vem apenas corroborar vários eventos e personagens bíblicos demonstrando a veracidade, inerrância e divindade da Bíblia como um TODO em sua descrição; incluindo naturalmente os milagres, seres espirituais, céu, inferno, etc.

            Quanto ao mito darwinista, eu poderia despejar aqui um caminhão de citações constrangedoras e comprometedoras dos próprios evolucionistas demonstrando as insolúveis e crescentes lacunas dessa crença religiosa bizarra travestida de ciência.
            Muitos cientistas ainda aceitam essa crença por medo, vergonha, preconceito e ideologia pessoal no meio acadêmico, mas muitos já estão rejeitando abertamente essa mentira, incluindo até mesmo ateus! por razões estritamente científicas.

          • Ronaldo Alves

            Shhh…Silêncio…Ouviu? É o eco de suas bravatas nonsense reverberando nas paredes vazias de sua cabeça oca. Pra quem não tinha mais nada a falar, vc zurrou bastante. Só vc acredita que entende alguma coisa de ciência. As surras que levou de Victor Rossetti, Sílvia Gobbo, André Carvalho, Cesar Grossmann e meu preferido, Elyson Scafati, mostram o contrário. Nem cristãos concordam com vc! Basta ler os comentários de Rodrigo Gomes em http://genesisum.blogspot.com/2011/12/mentira-por-tras-do-criacionismo-12.html; DBonfim em http://www.abiblia.org/ver.php?id=4128 e David Souza em http://www.respostasaoateismo.com/2012/10/por-que-o-seu-deus-e-verdadeiro-e-nao-o.html. Então, camarada, pare de projetar em terceiros os seus defeitos e os de sua de sua religião. Pra começar, conheça a si mesmo assistindo: https://www.youtube.com/watch?v=BwgQQO665c8. Prosssiga com “A Ciência Não Se Importa com Religião” em https://www.youtube.com/watch?v=R5UGhkSWTgY e largue essa fantasia de conspiração de cientistas malvados perseguindo cristãos indefesos. Vc está evoluindo de ridículo engraçadinho para paranóico insuportável. Em seguida visite o canal do Prof. Fábio Sabino, ex-Evangélico, professor de Exegese, de Hebraico e de Grego. Ele analisa os manuscritos antigos no idioma original e publica vídeos no Youtube mostrando diversas deturpações na Bíblia: (https://www.youtube.com/user/prof221877). Recomendo “Deturpações no Evangelho de Mateus” (http://www.youtube.com/watch?v=y-rOd0KdXak); “Deturpações no Evangelho de João” (http://www.youtube.com/watch?v=ts_uHTvxdzM); “Deturpações no Evangelho de Lucas” (http://www.youtube.com/watch?v=W2xp9QU3pFk) e “Deturpações no Evangelho de Marcos” (http://www.youtube.com/watch?v=RLRc3MEQH5Q). E se não estiver convencido, vá de “Debate sobre inerrância e inspiração!” em https://www.youtube.com/watch?v=yKZpJXwlFRU e também “A Bíblia e suas contradições”,em https://www.youtube.com/watch?v=IIxXje9yPXU. E largue de usar a Bíblia conforme sua conveniência. Nos comentários do vídeo “Richard Dawkins – Apenas um Fato Para Refutar o Criacionismo” (https://www.youtube.com/watch?v=aaCL2yav7dg), perguntaram a vc: “porque você não vai “pregar” sobre o “verdadeiro salvador” lá no Iraque…ou no Irã…ou Arábia Saudita?? Sua resposta foi: “preciosa é para o senhor a morte de seus santos” Sl 116. Suicidio é pecado, não devemos buscar a morte.” Porém, nos comentários do post “Não mais defendendo o silêncio de Deus”, (http://www.bulevoador.com.br/2015/07/nao-mais-defendendo-o-silencio-de-deus/), vc afirmou: “Deus quer nossa confiança e fidelidade não importa a situação. Nem que tenhamos que morrer em tal situação ou doença, pois para o Senhor: “preciosa é a morte dos seus santos” Sl 116:15. Ou seja usou o mesmo salmo em situações opostas! Sabe qual o nome que dou a isso? Canalhice. Por essa e outras que ninguém o leva a sério. E não adianta chorar. Vc está lutando uma guerra perdida. Resistir é inútil. No fim “A Ciência Vencerá!”: https://www.youtube.com/watch?v=teLaLX3nGwY. E para finalizar, 2 citações, pra vc que gosta tanto de utilizá-las, embora de modo desonesto:
            “[…] se todas as evidências do universo se voltarem contra o criacionismo, serei o primeiro a admiti-las, mas continuarei sendo criacionista, porque é isso que a Palavra de Deus parece indicar. Essa é minha posição” – Kurt Wise, geólogo criacionista da Terra jovem
            “Se todas as evidências do universo se voltarem a favor do criacionismo, serei o primeiro a admiti-las, e mudarei de opinião imediatamente.” – Richard Dawkins
            (Richard Dawkins – Deus, um Delirio). Essa é uma diferença primordial entre o pensamento cético e o pensamento domado e doutrinado (no sentido pejorativo da palavra). Ou entre mim e vc.

          • Cícero

            rsrsrs… e o desespero aliado a sua costumeira desonestidade continuam!
            Olha o que disse o David Souza no link q vc postou:

            “Caro Cicero.
            Perdi o debate por estar ocupado com meus afazeres pessoais. Obrigado mais uma vez pela exposição de fatos relevantes.
            Abraços, Paz de Cristo.”

            Ainda q haja divergências entre cristãos e cristãos, isso se refere a aspectos doutrinais e teológicos, muitos irrelevantes, e não a existência do Criador Yahweh.

            Mas o bom disso tudo! é que a maior evidência da existência de Deus vem dos próprios ateus! (a exemplo de vc e dos tais fundamentalistas que citaste) em seu ardor, esforço e militância em provar Sua inexistência, isso já é evidência de Sua Existência. Por que tal perturbação, preocupação, perseguição e luta ferrenha à algo que supostamente inexista?! Mas se incomoda e perturba,…logo é a consciência e a razão falando, sendo real, sendo um fato.
            Por que não atacam a existência de fadas, sereias, unicórnios, odin, papai noel hein!… mas quando se trata do Deus judaico-cristão e sua Palavra, então os ateus manifestam toda a sua formidável e descomunal fé em negá-Lo!

            Logo, não existem ateus descrentes, pois sua CRENÇA no Deus Yahweh é clara e evidente!

            E pra sua informação; não tenho chamada pra pregar no Iraque…ou no Irã…ou Arábia Saudita ou qualquer outro país. Já há muitos cristãos lá pra isso e estão pagando um preço caro morrendo como mártires, cfe. o Sl 116 diz. E numa situação semelhante aqui no Brasil pra mim ou qualquer outro cristão fiel, este Salmo serviria igualmente.

            Ora, a Ciência é uma forte aliada da Escritura porque ela veio de Deus!
            “Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo, Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência.” Cl 2:2,3.

            Por ex. as CIÊNCIAS exatas como a matemática, comprovam o mito darwinista.
            A evolução é tão absurda dado que a probabilidade do surgimento de uma molécula de DNA simples, calculada pelo Dr. Frank Salisbury, da Universidade Estadual de Utah, EUA, é de 1 em 10 elevado a 415 (1 dividido por 1 com 415 zeros à direita), o que é considerado impossível matematicamente falando.
            E considera-se já uma impossibilidade matemática 1 dividido por 10 elevado a 50.

            Até mesmo o cético Carl Sagan também disse que a chance da vida ter surgido por acaso, em apenas 1 planeta qualquer é algo matematicamente da ordem de 1 chance contra 10 seguidos de 2 bilhões de zeros! Partindo da premissa que aqui trata-se da vida em uma forma mais simples que uma ameba.
            (Fonte: Close Encouters – A Better Explanation, 1977 – Clifford Wilson and John Weldon).

            Mas eu duvido que a ciência mude algo para a FÉ dos fundamentalistas evolucionistas desesperados em defender seu mantra/dogma.

            E até o profeta do ateísmo, seu guru Dawkins, chama a biologia de “o estudo de coisas complicadas que dão a aparência de terem sido CRIADAS com algum propósito.” (O Relojoeiro Cego p.1,18.)
            mas quando confrontado com uma pergunta que deveria ser simples pra ele responder… entrou em delírio tentando justificar o injustificável:
            https://www.youtube.com/watch?v=MDYo-1XoloE

            Então, seja feliz com seus amiguinhos nos contos de fadas e delírios do ceticismo nonsense e irracional.
            Sds.

          • Caruê Gama Cabral

            Muito bom os links.

      • Wagner Rodrigues

        Se Deus criou a terra e todos os seres viventes como são hoje, ele foi muito sacana. Nas paredes do Grand Cânion Ele foi colocando seres cada vez menos sofisticados à medida que as camadas mais antigas foram expostas pela erosão. Acho que Ele queria enganar gente como eu para que pensasse ter havido evolução das espécies. Mas talvez quem tenha feito a Terra deva ter sido Satanás? Ai tudo se explicaria. Peço a sua gentileza de reclamar com Deus quando estiver no paraíso pelo fato Dele ter me enganado ou me deixado enganar. Tem mais um milhão de outras evidências enganosas criadas por aí. Protesto!

        • Cícero

          Caro,
          no próprio site do Grand Canyon National Park, há incertezas que são assumidas, inclusive o “desaparecimento” de camadas intermediárias (Ordoviciano e Siluriano):
          (http://www.nps.gov/grca/planyourvisit/upload/life_geology.pdf).

          E outras perguntas:
          Por que não há erosão nas camadas intermediárias, sendo todas planas, paralelas, regulares? Todas elas teriam ficado expostas na superfície, cada uma em seu tempo, por milhões de anos sofrendo diversas intempéries. Por que não erodiram? Por que há interposição de camadas (camadas da Redwall Limestone entre camadas da Cambrian Muav e vice-versa) que deveriam estar separadas por 200 milhões de anos?

          Outra fonte bem interessante é esta, que mesmo para um evolucionista, vale pelas fotos (inclusive de uma delicada folha fossilizada, parte em uma camada, parte em outra):
          http://www.detectingdesign.com/geologiccolumn.html

          Temos outros exemplos também, nos fósseis poliestráticos de árvores e animais, encontrando-se extremamente bem fossilizadas atravessando DIFERENTES camadas geológicas!

          Questões simples como estas deveriam ter respostas simples, mas são tratadas como “mistério” pelo próprio Parque do Grand Canyon.

          Na verdade, tais camadas são muito melhor explicadas por um evento rápido, violento e massivo como o Dilúvio global.

        • Caruê Gama Cabral

          Vale apena ver este documentario para entender a mentalidade do criacionista, a melhor parte é quando um deles começa a ordenar os fosseis em uma sequencia e apenas pela morfologia ele acerta a ordem, mesmo sendo um completo leigo em biologia evolutiva. Você pode pular para o minuto 45 se preferir.

          https://www.youtube.com/watch?v=EY3iy3Pijs8

  • Wagner Rodrigues

    Este é um poema meu, sincero, que busquei e busco a verdade, sem preconceitos.

    Oração

    Procuro tua face entre galáxias e estrelas.
    Revolvo moléculas, átomos e partículas gregas.
    Na vastidão dos oceanos,
    Na imensidão do universo,
    Na infinitesimal parte da matéria vasculho…
    E só encontro o véu imenso que cobre o teu rosto.

    Ouço muitas vozes em montanhas e desertos,
    Sons de riachos irrequietos, de ventos instáveis,
    Vozes de tormentas indecifráveis
    E ensurdecedores sons de estrelas deglutidas.
    Será alguma delas realmente a tua?

    Quiçá nem mesmo fales,
    E o que ouço são ecos de vozes primárias
    Que voltam do infinito.

    Talvez nem te ocupes de existir…
    Me abandonas desesperançado,
    Procurando e procurando…
    Até que eu mesmo me junte a ti.

    • Cícero

      Lucas 11:10

      “Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á.”

      Certamente todos esses elementos ordenados que vc mencionou não vieram de entidades inexistentes como: nada, acaso, sorte, caos,… assim como suas ideias a pensamentos pra formar o poema…

      • Wagner Rodrigues

        Não é tão simples. A fé não é recurso válido. Explico: Todos os devotos tem fé em sua devoção. Certamente, entre as diferentes crenças, somente uma ou nenhuma pode ser a VERDADE. Todos os mitos criados por esta busca da verdade são formas humanas de suavizar a angústia primordial: O que somos, de onde viemos e o que será de nós? Esses mitos são muito parecidos entre si e foram mito limitados pelo conhecimento de quando foram criados, imaginados. Se você pensar bem, o mito de Cristo Deus é muito parecido com o de Hércules ou Perseu. Assim a ciência, embora limitada pelo que pode ser observado e deduzido, pelo menos usa o único instrumento que temos para fazer a escolha do que mais se aproxima da verdade: a razão. Sei que acredita nisto, porque se dispõe a discutir. Infelizmente, a fé sem a razão pode levar-nos a qualquer conclusão.

        • Cícero

          Veja, a base dos cristãos não é apenas a fé. A razão, a lógica, a cognição, as descobertas, os FATOS são elementos importantes na construção da fé cristã; e inclui-se aí também, o método científico. Não cremos num deus obscuro longínquo abstrato impessoal indiferente incomunicável.
          A ciência veio de Deus Cl 2:2,3 e já estava profetizado na Bíblia a multiplicação da ciência e meios de comunicação em Dn 12:4.
          Além de vários eventos e pessoas da Bíblia terem hoje confirmação histórica, científica, arqueológica, paleontológica e geológica.

          Sds.

          • Wagner Rodrigues

            Então você constrói a crença baseado na razão e comprovação dos fatos bíblicos.Isto é interessante porque disse Mateus 5.3 que o próprio Cristo teria afirmado que o reino dos céus seria dos “pobres de espírito” no sentido do que crê, sem questionar. E não fica por aí. Me parece que Mateus estava cansado da postura crítica ou curiosa de alguns seguidores , porque em seguida ele afirma que o próprio Cristo teria ido mais longe neste raciocino. Mateus 18.3 “Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.” Isto está longe desta postura do método científico. Para mim soa como lavagem cerebral, sem ser desrespeitoso com sua cresça. Há muitos cristãos, e eu conheci vários desses no Brasil e USA, que fazem uma leitura literal da Bíblia, acreditando que o universo foi criado em 7 dias e que não teria mais de 7 mil anos. Se isto fosse correto, como explicar o fato de podermos observar, por exemplo, a imagem da nebulosa Doradus 30, localizada na Via Láctea, a 170.000 anos-luz da Terra.Gênesis seria uma alegoria? Ou de fato existiram um Adão e uma Eva e seus filhos que casaram com suas irmãs, para tudo acabar de novo e recomeçar com Noé e família. Deus criou as bactérias e os vírus nos mesmos sete dias? Até esses que fazem as crianças do nordeste que nascem com microcefalia? O ebola? Ou esses sem vieram da evolução Darwiniana, já que mudam constantemente? Se Deus começou a criação com os céus e a terra, “No princípio criou Deus os céus e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo.” (Gênesis), como se explica a relação energia x matéria, tão presente na química Solar e na bomba atômica? Ainda há um equívoco do Gênesis que coloca o Verbo no princípio, submetendo o Criador ao tempo. Claro, Moisés não conhecia a Teoria da Relatividade e todas suas comprovações, mas Deus devia conhecer! Vê, caro Cícero, não é fácil olhar a fé Cristã ou outra sob a luz da razão. Eu fui Adventista e participei de várias tentativas de cristãos ditos cientistas explicarem coisas como idade pelo Carbono 14, todas as sedimentações, as estrelas que já exauriram todo o combustível e o tempo que isto leva, mas eles sofriam de pseudologia fantástica, explicavam sem apuro lógico, contaminados pela fé. Eu busco a verdade hoje, sem preconceitos. Sei que terminarei no processo.

          • Wagner Rodrigues

            Desculpem-me os erros tipográficos e outros. O computador está lento e a correção fica prejudicada pela preguiça.

          • Cícero

            Caro,
            “pobres de espírito” não significa ignorantes, tolos, burros, mas são aqueles que reconhecem sua posição espiritual de dependência e deixando de lado toda autosuficiência, orgulho, egoísmo procuram a graça de Jesus/Deus no seu dia a dia, assim como:
            “se converter e se tornar como crianças” significa rejeitar a malícia, dúvida, desconfianças tão ausentes nas crianças, e se tornar humildes, simples, puras, dependentes, confiantes como elas, em tudo que sabem – no caso acerca do reino dos céus. Jesus usou muitas analogias, como vc sabe.

            Sobre a cronologia bíblica, de fato não podemos afirmar que o mundo tem exatamente 7 mil anos. Há boas evidências (até científicas) que a humanidade tenha mais de 7 mil anos. Alguns teólogos se baseiam nas gerações de Gênesis. Mas há boas razões para se crer que as genealogias de Gn 5 e 10 e outras do A.T. tenham lacunas.
            É melhor vermos Gn 5 e 10 como genealogias adequadas, gerais, ideais, básicas mas não como genealogias completas. Assim, sabendo que há lacunas, não podemos determinar exatamente a idade da raça humana simplesmente pela soma de Gn 5 e 10.

            Mas os tais 13,7 bilhões do universo é pura especulação e não comprovado empiricamente.
            O universo pode ter milhões, bilhões, trilhões de anos, isso não desaprova a Bíblia. Ela apenas nos diz “No princípio criou Deus os céus e a terra.” Gn. 1:1
            Quando isso aconteceu? Não sabemos.
            E não sabemos por quanto tempo Adão e Eva viveram antes da Queda; pois a Bíblia não revela esse fato, e nem uma suposta idade pro Universo. Isso é segredo de Deus – Dt 29:29.

            Ademais, alguns físicos admitem que a velocidade da luz não era a atual no início do universo e ela pode ser alterada por campos eletromagnéticos, assim como não viaja reta, mas faz curvas no espaço devido a buracos negros, corpos celestes, campos gravitacionais diversos etc, assim os tais anos-luz também são pura especulação, baseado num único método para o efeito Doppler sem levar em conta as diversas variantes que incidiriam no cálculo.

            Por ex. uma teoria do físico PhD Dr. Russell Humphreys diz que o fluxo do tempo nas partes mais antigas e distantes do cosmos se passará diferente de nossa percepção – bilhões de anos no Universo antigo como equivalentes a poucos dias em nossa percepção atual.

            Houve um Ancestral Comum – casal – pra gerar a raça humana obviamente. Uma casal inicial real, macho e fêmea – Adão e Eva que a bíblia menciona que tiveram filhos reais – e até narra acontecimentos de suas vidas (o que é histórico). Cronologias do AT citam esse casal. Por que duvidar de sua existência? Jesus e o Novo Test. citam Adão e Eva, então estavam mentindo? ou só vale aquilo que nos interessa pessoalmente nos escritos do Novo Test.?

            Os microorganismos são necessários as diversas formas de vida, mas o homem está gerando graves alterações na natureza e muitos desses vírus, bactérias, invadem nosso meio.
            E ainda vemos anomalias como doenças genéticas q são causadas pela negligência do homem desde muito tempo: poluição, contaminação, radiações, destruição, venenos, má alimentação, excesso de produtos químicos nos alimentos na cidade, no campo e materiais diversos, pesquisas biológicas militares, guerras químicas etc, tudo isso pode gerar anomalias orgânicas como já provado.
            Apesar da célula ter notáveis mecanismos de reparação (criados por Deus) corrigindo muitas vezes tais defeitos. Inclui-se também a Queda do homem e afastamento de Deus; como consequência, afetou esta área biológica nos seres vivos.

            Gênesis é bem mais lógico, racional e coerente. Qual a evidência do nada-acaso-sorte-caos do ateísmo ter criado o incrível e finamente ajustado universo e a complexa vida orgânica e inteligente aqui?!

            O descobridor da radiação pós-explosão (big-bang) Robert Wilson prêmio Nobel admitiu:
            “Certamente houve alguma coisa que fez tudo funcionar. Se você é religioso, é certo que não posso pensar numa teoria melhor da origem do Universo do que aquela relatada no Gênesis”

            Robert Jastrow fundador do Instituto Goddard da NASA admite:
            “Agora vemos como a evidência astronômica leva a uma visão bíblica da origem do mundo. Os detalhes divergem, mas os elementos essenciais presentes tanto nos relatos astronômicos quanto na narração do Gênesis são os mesmos: a cadeia de fatos que culminou com o homem começou repentinamente e num momento preciso no tempo, num flash de luz e energia.” (A scientist caught p.14).

            E complementa:
            “Os astrônomos descobriram agora que ficaram encurralados porque provaram, pelos métodos, que o mundo começou repentinamente num ato de criação… e descobriram que tudo isso aconteceu como produto de forças que jamais poderão descobrir”. (God and the astronomers p.115).

            O nada, acaso, sorte, caos (entidades inexistentes) jamais iriam originar existência de grandezas como: matéria, energia, espaço, tempo, além de leis e constantes físicas em proporções matemáticas finamente precisas de equilíbrio como nosso sistema solar, com leis e processos e mecanismos regulatórios finos para a harmonia e vida orgânica inteligente na terra e outras formas.
            Se dependêssemos do acaso às cegas seríamos uma eterna sopa de poeira, gases e radiação.
            O problema não é o Big-Bang (citado em Gn 1:3!) e sim a incrível ordem que o segue!

            Sds.

          • Wagner Rodrigues

            Acho que concordamos em algumas coisas. A busca da verdade é uma questão fundamental. Somente a fé, sem a razão, pode justificar qualquer teoria ou religião.
            Na procura da verdade devemos considerar todas as religiões como potenciais mitologias porque quase todas terão que ser mitologias, até pelo fato de serem diferentes Minha lógica me diz que a verdade seja uma só. O que é diferente da verdade é mitologia.
            Para este exercício é preciso abandonar preconceitos, até os mais queridos e protetores.
            Quando leio a bíblia com esta visão crítica necessária à honestidade intelectual, existe muito que me diz que pode ser mitologia. Vamos analisar alguns sem preconceito:
            Quando alguém (Moisés?) descreve a criação em gênesis existe uma longa série de absurdos, de uma visão antiga e cheia de desconhecimendo que hoje sabemos:
            Primeiro, o escritor de gênesis não sabia que o dia e a noite resultava do fato da terra girar. De que o dia vinha do fato de um pedaço da face da terra estar voltada para o sol. Obviamente o escritor entendia o mais elementar de astronomia. Isto é o que está escrito!
            Segundo, o escritor também não entendia de como água existe em estado líquido na terra e também não entendia de como a chuva se formava. Isto é o que está escrito. Se você tivesse criticando outro escrito, claro que concordaria comigo.
            O que se segue em gênesis é tão ingênuo quanto um titã ou uma tartaruga suportanto uma terra plana. Admitiria se não fosse pecado?
            Claro que Moisés ou outro escritor de gênesis não conhecia virus ou bactérias, então esqueceu de incluí-las na criação.
            O contorcionismo lógico que usam os teólogos para dar conta dos absurdos pode justificar qualquer religião, qualquer filosofia.
            Deus não pode ser ignorante nem apresentar fatos que confundam a lógica. Para que iria fazer isto?
            Ao leitor honesto, a bíblia é uma elaborada mitologia manobrada por interesses de toda ordem. Como todas idéias mitológicas se parecem, existe a possibilidade de paralelos, como o cristianismo e o judaísmo.. Até porque quem escreve tem a infuência do que foi escrito.
            Seja honesto! Não estou certo?

          • Cícero

            Primeiro, é sua falácia anacrônica.

            Também a Bíblia não fala em radiação, gravidade, elétrons, leis físicas diretamente. Não é uma Enciclopédia Científica com 1000 volumes versando sobre essas coisas.
            Moisés não sabia o que era dia??? ora, ele dividiu a criação em dias, separando em dia e noite cfe. Gn 1:5.

            Segundo, E quem diz isso? nem fala em chuva. Moisés faz uma análise mais detalhada da terra nosso lar, do que outros astros celestes, mas usando o mesmo termo “águas” (espaço) e novamete “águas” (mares).
            Vc se refere à estrutura literária do Gênesis e do relato da Criação literalmente, sendo um grave erro?
            O big-bang por ex. podemos vincula-lo à estrutura literária do relato da criação em Gn 1:3.

            Moisés também não citou vários tipos de animais.
            Por que vc acha que Deus não poderia criar as bactérias e vírus? se está incluído no relato da criação das criaturas terrestes e marinhas?

            Afirmar que a Bíblia e o Cristianismo são mitologias é um erro crasso e patético revelando toda sua desonestidade intelectual, típica de fundamentalistas obtusos. Eu poderia citar aqui inúmeras PROVAS irrefutáveis de muitos eventos bíblicos confirmados hoje pela ciência, história, arqueologia, geologia.
            Além das pessoas desde a época de Cristo com suas novas vidas transformadas seguindo a Cristo. Então é tudo mito, mentira? prove!

          • Wagner Rodrigues

            Querido Cícero. Desculpe-me mas acho que você passou a me agredir. Estou apenas sugerindo uma leitura pessoal, sem os artifícios dos teólogos que poderiam dar um jeito de provar que Nostradamus previu o futuro. Garanto que pouca gente tem a honestidade intelectual que eu tenho. Apenas estou sugerindo a leitura de Gênesis ( e de toda bíblia, que como ex adventista estudei) como quem realmente procura a verdade e tenta separá-la do mito, uma forma mágica de explicar as questões fundamentais: de onde viemos e o que ocorrerá no futuro com nossa consciência, nosso percepção de nós mesmos. Eu gostaria sinceramente que você estivesse certo. Mas infelizmente não posso sendo honesto comigo mesmo.
            As verdadeiras descobertas do pensamento humano vieram desmontando o entendimento dos teólogos ao longo dos séculos e esses tentam criar mecanismos de adaptação a elas. No Gênesis não houve qualquer relato que indicasse qualquer conhecimento daquilo que Deus devia saber e o homem não sabia na época. Se Deus estivesse no relato mostrando que lá estava a verdade, ele teria apontado claramente essas evidências. Qual o objetivo de Deus confundir sua criação; Talvez Deus exista mas não possamos nos comunicar com ele, a não ser com nossa honestidade intelectual, que vem surgindo e ampliando através das leis da física que ele criou? Talvez ele nem se ocupe de existir e me abandona sem esperança nesta procura até que eu passe a não mais existir. Esta é minha sincera e honesta angústia, meu caro Cícero.

          • Wagner Rodrigues

            Agora vamos fazer uma interpretação honesta de texto de Gênesis.
            Moisés diz que no princípio Deus teria criado a terra. Aí começa a detalhar como.
            Antes do primeiro dia haveria as trevas (espaço escuro e sem energia) e este Deus era um Deus físico que se movia nesse espaço.
            No primeiro dia teria criado a luz e as trevas, mas também a terra, ainda sem forma e vazia.

            No segundo dia teria criado os céus. Note a terra ainda vazia existiria antes dos céus.
            No terceiro dia Deus coloca vegetais na terra. Mas ainda não existia nem o sol nem a lua e as plantas não faziam fotossíntese.
            No quarto dia somente teria surgido o sol e a lua e as estrelas, galáxias, etc..
            Não há big bang ou astronomia que permita entender a Moisés ou Moisés não entendia nada de astronomia ou física, nem o Deus que lhe ditava.
            Ou não sei ler ou estou faltando com a honestidade??

          • Cícero

            Caro,
            Se Deus estivesse no relato mostrando que lá estava a verdade, ele teria apontado claramente essas evidências.

            Moisés usou nos textos linguagem antropomórfica – humana para fácil compreensão em todas as eras – e não linguagem técnica científica atual, certamente orientado por Deus numa linguagem didática e instrutiva a todos.

            O físico Edmund Whittaker afirma:
            “É mais simples postular a criação ex-nihilo – vontade divina – constituindo a natureza do nada”.
            Sim, estando de acordo com o princípio da navalha de Occam!

            Relatos da criação.
            Em Gn 1:1 já foram criados todos os astros celestes, dando destaque para a Terra, nosso lar. Ali diz inclusive oS céuS; incluindo todo o cosmos universal e naturalmente o Sol e nosso sistema.

            No 4º dia, a descrição se refere a localização geográfica espacial final dos astros – sol, lua, estrelas.
            Foram colocados em seus lugares designados como mostra o verso; indicando finalidades; para funcionar como indicadores de tempo: sinais, estações, dias, anos determinados.
            Dando mais funções aos astros nos versos seguintes: para alumiar, para governar.

            Também é notório que a Bíblia não segue uma ordem cronológica rígida e precisa de seus eventos, algo comum em seus livros.

          • Wagner Rodrigues

            Caro Cícero.
            Percebe, falácia anacrônica está longe do que eu sou. Já a sua interpretação de gênesis poderia parecer anacrônica.
            Se você não considera a hipótese de que a bíblia e o cristianismo possam ser um mito, naquilo que pretendem representar, como pretende dialogar? Quem é fundamentaslista? Claro que Cristo existiu, mas foi transformado em mito ao longo dos anos. Moisés também existiu, assim como Maomé. Você pode aceitar que talvez Maomé tenha virado um mito pelos mulçumanos? Então tem que admitir a hipótese de que Cristo tenha sido feito mito pelos cristãos. Se não consegue, isto significa ser obtuso. Não quem tem a mente aberta a todas as hipóteses. Patético é fechar-se aos argumentos enquanto pretende discutir.

          • Cícero

            Vc ainda não provou que a Bíblia e Cristianismo são mitos, e duvido que consiga, pois os fatos corroboram a favor deles!

            Se Cristo não fosse história, não estaria transformando vidas e mudando nações desde o séc.I. Notório é que já são milhões também de hindus, muçulmanos e orientais que se converteram ao cristianismo, pois experimentaram transformações e milagres em suas vidas cfe. os escritos do Novo Test. atestam os inúmeros sinais, milagres, maravilhas, mudanças operados em nome de Cristo até hoje, coisas que suas religiões teóricas primitivas não fazem. A diferença é gritante, isso é FATO, é REAL é MUNDIAL atualmente.

            As palavras e ações de Cristo (não religiões) na Escritura são extremamente racionais e ao aplicar seus ensinos no cotidiano das pessoas presas por inúmeras mazelas sociais (medo, depressão, doenças várias, decepções, solidão etc) estão recebendo os benefícios e a doutrina revolucionária de Cristo em ações, sinais e milagres, confirmado hoje em inúmeros depoimentos de vidas transformadas e libertas, isso é FATO. Ainda que muitos pagaram com a vida por segui-lo. Ninguém morreria por um mito, uma mentira, um defunto, ou charlatão de palavras bonitas,… até hoje!

            Pergunte aos milhões/bilhões de seres humanos hoje e mais uns bons milhões do passado se esta “mentira” do Cristianismo os decepcionou? pergunte aos inúmeros conversos do oriente (incluindo hindus, muçulmanos, budistas) além do ocidente; se esta “mentira” é de fato uma mentira vazia e perda de tempo? Obviamente que os governos dessas nações escondem o máximo possível tais conversões. Por ex. o governo chinês não sabe mais o que fazer pra deter o avanço do cristianismo em seu país!

            O fato é que as variadas bençãos, milagres, libertações, curas etc são as mais gloriosas e constantes renovações experimentadas por aqueles que desejam cada vez mais a Verdade do Evangelho que destrói todo sofisma, ardil e mentira do diabo cegando os homens neste mundo de mentiras. (em denominações evangélicas há incontáveis depoimentos dessas experiências) então seria tudo mentira? quem prova?

            Quanto ao islamismo, há um abismo de diferenças em relação ao cristianismo. Ele é opressor, dominador. Prega a morte dos infiéis e ódio generalizado com basa na sharia, sua lei.
            Alá ordena que os muçulmanos aterrorizem e matem os não muçulmanos em seu nome.

            Deixe suas meras asserções dogmáticas – Falácia de petição de princípio!

          • Wagner Rodrigues

            Querido Cícero, não é preciso que eu prove, os cristãos já o fizeram. Como algum Deus real, principalemente um Deus justo e amoroso permitiria as mazelas feitas em seu nome nas cruzadas, nas torturas, na inquisição, no papado, no vaticano, nos padres pedófilos, nas porradas distribuídas nas falsas casas de milagres evangélicos, na queima das bruxas.

            Também foram descritas maravilhas feitas por Maomé, por Sidarta, pelos predecessores gregos e romanos como Hércules e Perseu.

            Eu nunca presenciei um milagre verdadeiro nem irei presenciar. Duvido que sinceramente você possa dizer que presenciou. Palavras e histórias podem ser escritas de qualquer forma, pricipalmente se querem provar um ponto de vista. Os únicos milagres reais não são milagres, são curas psicossomáticas ou psicoses e esquisofrenias. Esquisofrênicos tem visões que para eles são reais. Os próprios textos que compõem a bíblia foram cuidadosamente separados de outros textos hisitóricos não por Deus, mas por um perverso ditador. Constantino não foi flor que se cheire e foi ele o responsável pela divinisação de Jesus (só no 3o século) e pela definição de trindade divina. Ele foi um cruel lider militar e usou o cristianismo politicamente. Esta é a inspiração divina do seu livro.

            “Até o século III não se sabia quais escritos formavam a Bíblia. Foi no Concílio de Niceia, em 325, que foram separados textos verdadeiros e falsos, através da “eleição milagrosa”, para determinar quais deveriam integrar o livro sagrado. Ao longo da história, foram conservadas quatro versões para justificar a preferência pelos quatro livros canônicos. Uma delas conta que os bispos rezaram por muito tempo até que os quatro textos “eleitos” voaram e pousaram sobre um altar. Outra afirma que os evangelhos foram colocados em cima de um altar e os apócrifos caíram sozinhos. A terceira história diz que suplicaram a Deus que derrubasse as escrituras contendo palavras falsas. E ficaram somente as quatro eleitas. A última das versões sustenta que o Espírito Santo entrou no recinto de Niceia em forma de um pombo e sussurrou no ouvido de cada um dos bispos quais eram os evangelhos autênticos.”

          • Cícero

            É muito fácil e cômodo culpar a Deus pelas atrocidades, erros, pecados e loucuras praticados PELOS HOMENS hein! dizer-se “cristão” não significa nada. Jesus disse: “nem todo aquele que diz Senhor, Senhor entrará no reino dos céus”.

            Cruzadas?
            Na verdade, as cruzadas foram um poderoso bloqueio contra a islamização opressora e escravizante atingindo a Europa naquela época. Islã significa submissão e ordena a morte dos infiéis. Se não fosse as cruzadas a Europa seria bem diferente e escrava do Islâ hoje:
            http://logosapologetica.com/cruzados-herois-ou-viloes/#axzz2g9UPzQcQ
            Mas eles não desistiram! como vemos hoje nos supostos “refugiados” – a maioria militantes islâmicos solteiros tipo kamikazes fanáticos ou com objetivo de casarem com europeias pra islamizar esse continente.

            Inquisição?
            A Inquisição não matou mais que umas 2000 pessoas num período de 400 anos efetuada por homens q estavam bem longe do ensinos de Cristo no NT! bem diferente do comunismo ateista que matou mais de 100 milhões desde o séc. 20 e CONTINUA MATANDO! em muitos países de ideologia ateista como já citei:
            http://www.youtube.com/watch?v=1U6aR_jgda8

            E como vc prova que TODOS os milagres de Cristo efetuados até hoje no mundo todo são falsos?

            As experiências que muitos já passaram e passam com ela (principalmente no meio cristão) resultando em eventos reais como curas e libertações em nosso mundo físico não seria a maior evidência da ação sobrenatural de um Deus amoroso (Jesus)? ou seriam tudo fraudes? Mas por tanto tempo e em todo o mundo?? Pra que as pessoas perderiam tempo com isso?

            Até médicos atestam isso (curas sem explicação pela medicina), logo seria tão difícil o sobenatural no real? Por que ou quais provas que o materialismo terreno seria único?
            O fato é que budistas, hindus e islâmicos estão cada vez mais se convertendo ao Cristianismo deixando suas religiões antigas por decepções, ilusões e sofrimentos tendo um significativo aumento dos cristãos/salvos nestes países, que obviamente os governos tentam esconder. Dizem que o governo da China não sabe mais o que fazer pra evitar o crescimento do cristianismo.

            Os evangelhos passaram por um criterioso processo de autenticidade, como a relevância profética, o contato com Jesus e testemunhas, antes de entrar no Cânon final; trabalho efetuado por homens piedosos e dedicados com vários estudos e Concílios, confirmando as 313 profecias do AT sobre a vinda do Messias.

            Os primeiros Concílios desde o de Jerusalém citado em Atos, aos poucos formaram o cânon revelado com heresias e livros apócrifos sendo rejeitados – o de Nicéia foi apenas um, houve outros depois. Houve amplo debate em muitas questões, concluindo que Jesus Cristo era um homem comum 100% humano, mas 100% divino.

            Os documentos do NT foram transmitidos com precisão desde a época da composição original. Foram escritos por contemporâneos ou testemunhas oculares confiáveis dos eventos. Há mais evidência da historicidade da vida, morte e ressurreição de Cristo que de qualquer outro evento do mundo antigo.
            Rejeitar a historicidade do NT é rejeitar toda a história.
            A fidelidade do texto do NT vem principalmente de três fontes: manuscritos gregos, traduções antigas e citações das Escrituras por autores cristãos e pagãos.

          • Wagner Rodrigues

            Então boa sorte e felicidades se está em paz com sua consciência. Tamém abomino o comunismo e o fundamentalismo islâmico. Não me considero necessáriamente ateu, embora não reconheço o Deus que creio o homem inventou, na minha opinião. Eu estou em paz com minha consciência e continuo à procura da verdade. Abraço!

          • Cícero

            Veja amigo, tenho certeza absoluta que Jesus é o Deus encarnado – A Verdade – que veio ao mundo para redimir a humanidade.
            Ele me salvou, me perdoou, me libertou, me curou, me transformou e preencheu o vazio de minha alma me dando nova vida, pois cfe. sua Palavra diz, podemos ter certeza que somos de fato filhos de Deus com direito ao céu eterno! quando partirmos dessa vida.
            Tenha também esta experiência pessoal de salvação com o Criador Pessoal do universo!
            Se quiser, faça essa simples oração ou como desejar com suas próprias palavras (melhor ainda!) mas com sinceridade.

            “Senhor Jesus, eu te recebo em meu coração e confesso a ti como meu Senhor e Salvador. Declaro que sou pecador e dependo da tua graça para mudar a minha vida e a minha história. Meu Jesus, transforma todo meu ser, restaura o meu coração, pois hoje quero sentir a tua graça e o teu perdão. Reconheço meus erros e reconheço que dependo de Ti.
            Meu Jesus, da-me a tua salvação, faz-me um servo teu, pois uma nova vida quero receber e para todo sempre quero o teu servo ser. Assim eu oro em o nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo de Deus. Amem.”

            Isto está de acordo com a Palavra em Romanos 10.
            “Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos,
            A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
            Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.
            Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.
            Não há diferença entre judeus e gentios, pois o mesmo Senhor é Senhor de todos e abençoa ricamente todos os que o invocam,
            porque “todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”.

            Vc não tem nada a perder e tudo a ganhar! se não sentir nenhuma mudança, simplesmente vc ficará como já está.
            Este é o melhor presente de Natal que vc poderia receber!

            Abraços.