Bule Voador

Filho e advogado de Sakineh foram torturados no Irã

Autor: Eli Vieira
Fonte: Comitês Internacionais contra o Apedrejamento e a Execução

O Bule Voador novamente é o primeiro a noticiar no Brasil um novo fato sobre o caso Sakineh Ashtiani, a mulher que corre o risco de ser apedrejada ou enforcada no Irã sob a acusação de adultério.

O filho de Sakineh, Sajjad Ghaderzadeh, e  seu advogado Houtan Kian estão sendo torturados numa prisão em Tabriz, onde foram presos no último dia 10 junto com dois jornalistas alemães.

As informações são dos Comitês Internacionais contra o apedrejamento e a execução, ligados à LiHS/BuleVoador pela sócia emérita Maryam Namazie.

Os comitês conclamam a comunidade internacional a continuar protestando pela libertação imediata de Sakineh, Sajjad, Houtan Kian e os dois jornalistas; e lembram que a primeira é inocente e o único “crime” dos últimos foi tentar salvá-la da morte.

Antes do ocorrido, Sajjad havia pedido ajuda ao Vaticano e asilo político à Itália, mas nenhum dos dois países atendeu ao apelo.

Eli Vieira
Biólogo pela UnB, mestre em genética pela UFRGS, doutorando em genética pela University of Cambridge (Reino Unido). Membro fundador e ex-presidente da Liga Humanista Secular do Brasil. Escreve também em EliVieira.com e Evolucionismo.org